28 de jul de 2011

Show de Roberto Carlos em Jerusalém entra em contagem regressiva

TODA QUINTA-FEIRA É DIA DO "VOCÊ SABIA?"
POIS É, AQUI VOCÊ NÃO VAI MORRER SEM SABER DAS COISAS.
A MIB VAI LHE DAR AS MELHORES INFORMAÇÕES PARA VOCÊ NÃO FICAR FORA DO AR. MUUUUUAAAAAAAAAAAAA

  • O Rei vai se apresentar na Terra Santa no dia 7 de setembro

O show que promete abalar as estruturas de Jerusalém entra em contagem regressiva. No próximo dia 7 de setembro, pouco mais de 40 dias, Roberto Carlos vai se apresentar no Sultan Pool, em Jerusalém – a Terra Santa – em Israel, com todo o glamour e superprodução que os 52 anos de música do Rei merecem.

Aos pés das muralhas da cidade antiga, no anfiteatro da casa de espetáculo, às 20h, começa o espetáculo mais aguardado por Roberto Carlos, aos primeiros acordes de uma nova trilha. Mas os fãs do Rei que não puderem ir à apresentação, não precisam se preocupar, uma vez que a Globo vai transmitir o show para o Brasil inteiro no dia 10 de setembro e para 115 países por meio da Globo Internacional.

Veja também: Vendas de músicas de Amy Winehouse disparam, após sua morte

Jerusalém conta com 6 mil anos de história, na qual foi murada, destruída duas vezes, sitiada 23 vezes, atacada 52 vezes, capturada e recapturada 44 vezes, se tornando o centro de muitas disputas religiosas. A cidade, considerada patrimônio mundial da humanidade, se prepara para ouvir as canções da trajetória do Rei, com uma plateia de 5 500 pessoas. Serão apresentadas músicas em português, inglês, italiano, espanhol e hebraico.

O anfiteatro – que só é montado de junho a setembro – vai contar com uma estrutura jamais vista por Israel. O palco vai ter 40m de frente e 26m de profundidade. A estrutura foi elaborada para mostrar as belezas do local, sem cobertura, em que uma réplica da Terra Santa, criada por May Martins, cenógrafa da Rede Globo, vai enfeitar o palco.

Para o espetáculo que vai aliar turismo e entretenimento sair perfeitamente conforme o planejado, mais de 150 profissionais brasileiros, entre equipes DC Set-Roberto Carlos e da Rede Globo, se unem a mais de 300 profissionais das áreas técnica, artísticas e de serviços de Israel.

O especial da Rede Globo vai contar com direção de Jayme Monjardim e a emissora prepara ainda a inclusão de diversas cenas de gravações externas.

Aproximadamente 1 500 brasileiros que compraram o pacote do Projeto Emoções em Jerusalém - que inclui viagem, passeios pelos pontos históricos e ingresso para o show – embarcam para Israel.

Dody Sirena, empresário do Rei, foi o idealizador do Projeto Emoções em Jerusalém. A produção ficou a cargo da DC Set Promoções, com apresentação pela Nestlé e patrocínio da Credicard e da El Al-Israel Airlines.

Aliás, a companhia aérea já fez um vídeo de divulgação do projeto, que está disponível no Youtube e já é exibido em seus voos.

Vale lembrar que a designer Es Devlin, uma inglesa de 39 anos, ficou responsável por criar o palco do Rei. Em seu currículo invejável, ela já cuidou da turnê Monster Ball, de Lady Gaga, além de cenários para o Muse, Kanye West, Pet Shop Boys e Shakira.

Mandaram muito bem nesse projeto.

*****************************************
  • Vendas de músicas de Amy Winehouse disparam, após sua morte

Os milhares de fãs de Amy Winehouse moradores dos Estados Unidos estão se sentindo órfãos. A venda de músicas da cantora britânica, que foi encontrada morta em sua casa, em Londres, no último sábado (23), aumentou para os norte-americanos, de acordo com dados divulgados na terça-feira (26).

A Folha de S. Paulo online informou que o Nielsen SoundScan, sistema de monitoramento de vendas, apontou que fãs de Amy compraram 50 mil cópias de seus CDs na semana que terminou em 24 de julho, mais do que a quantidade adquirida em todas as outras semanas de 2011, que chegou a 44 mil cópias.

Back to Black, álbum que ganhou cinco Grammys em 2006 e contém a música Rehab, foi responsável por 37 mil das unidades vendidas nos Estados Unidos, a maior venda semanal desde março de 2008. Frank, álbum de estreia da cantora de soul e jazz, lançado em 2003, vendeu 7 600 unidades, revelou o Nielsen Soundscan.

A maioria das vendas – mais de 95% - foi feita por meio de download na internet. Rehab foi a canção mais baixada, com 34 mil vendas digitais nos EUA. O site aponta ainda que os fãs compraram um total de 111 mil músicas da cantora em versão digital, o que significa um aumento de 2 000 % sobre a semana anterior.

Como Amy Winehouse morreu no dia 27 de julho, os números tendem a subir, já que a semana termina no próximo sábado (31), pois a cantora morreu apenas um dia antes da conclusão dos números rastreados.

Amy ficou conhecida mundialmente por conta de seu inegável talento e também por seus escândalos, já que enfrentava problemas com vício de álcool e drogas ilícitas. Vale lembrar que uma necropsia foi feita e o laudo foi inconclusivo. Ou seja, ainda não é possível saber o motivo da morte da cantora.


. . . .

Um comentário:

Só feijão com arroz na marmita! disse...

Daqui à alguns anos, ele o Rei, vai cantar assim: "Essa caveira sou eu"!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails