11 de jun de 2016

Esta mulher decidiu ignorar todos os preconceitos e deixou a barba crescer

- "Sinto-me muito sexy e sensual". Estas são as palavras de Rose Geil, uma mulher de 39 anos que decidiu ir contra todos os padrões de beleza típicos, na sociedade, ao deixar crescer uma barba, após não barbear-se por anos. 

Faz questão de dizer que se sente bem mais feminina que antes. Com sua excêntrica decisão ela espera que muitos se sintam identificados e entendam que o mais importante é como você se sente em relação a você mesmo.

Rose, oriunda do Oregon, Estados Unidos, notou pela primeira vez que tinha excesso de pelos faciais aos 13 anos.

Soube que todos os dias teria que barbear-se para manter seu físico impecável, de modo que por 20 longos anos a primeira coisa que fazia de manhãzinha era a barba.

10 de jun de 2016

Escola coloca depressivos dentro de caixões para ensiná-los como valorizar a vida

Um novo tratamento para pacientes suicidas, na Coreia do Sul, consiste em prendê-los em caixões de madeira. A falsa “experiência da morte”, aparentemente, ajuda os alunos a apreciar a vida de uma forma muito melhor, após enfrentar uma versão simulada de seus últimos momentos.

A taxa de suicídio na Coreia está em ascensão, com cerca de 40 pessoas se matando diariamente. Especialistas acreditam que a atmosfera supercompetitiva do país é responsável por tantos casos de depressão e suicídio. De acordo com o Hyowon Healing Center Seoul, a solução para esta crise reside na terapia de “experiência de morte”.

Os participantes do centro incluem adolescentes que lutam com a pressão na escola, pais mais velhos que sofrem de isolamento e idosos que têm medo de se tornarem um encargo financeiro para suas famílias. Todos eles usam vestes brancas e entram em caixões dispostos em fileiras. Ao lado de cada caixão, fica uma pequena mesa com canetas e papel. Os alunos sentam-se dentro dos caixões e ouvem uma pequena palestra de Jeong-mun Yong, um ex-trabalhador funerário que agora é o chefe do centro de cura. Ele explica-lhes que eles deveriam aceitar os seus problemas como uma parte da vida e tentar encontrar alegria nas situações mais difíceis.

9 de jun de 2016

Garoto coberto por escamas precisa ter corpo raspado 2x por dia para se manter vivo

Evan Fasciano, um menino de apenas cinco anos de idade, de Connecticut, EUA, nasceu com uma condição genética rara chamada Ictiose Arlequim, que faz com que escamas se formem por todo o seu corpo. Duas vezes por dia, sua mãe precisa remover o excesso de pele, que cresce dez vezes mais rápido do que o normal.

Sofrendo com a forma mais grave da doença, Evan está sobre constante risco de infecção. Segundo a mãe, a gestão da pele do menino é rigorosa. “Se ele não toma dois banhos por dia, as escamas ficam muito mais espessas e difíceis de sair”, disse. “Eu removo a maior parte delas com minhas mãos, mas sempre preciso usar uma toalha ou pano esfoliante”.

Segundo a mãe, o couro cabeludo é a região onde um maior esforço é necessário. Uma vez que o banho é feito, ela junta as escamas em um saco para que o volume não cause problemas no encanamento da casa. Logo, Evan é coberto por uma pomada chamada Aquaphor, que hidrata e protege sua pele impedido que fique muito seca e, depois, um emoliente que a protege de rachaduras e cortes.

8 de jun de 2016

10 coisas boas feitas por ditadores horríveis

A história está cheia de ditadores que governaram através do medo e da violência, e dos quais não queremos nem lembrar. Mas, da mesma forma que um relógio quebrado está certo duas vezes ao dia, alguns dos ditadores mais infames ocasionalmente fizeram coisas boas para os países que lideraram.

Isso não significa que estão desculpados pelas atrocidades que cometeram, é claro. No entanto, esse é um lembrete de que nada na vida é tão simples, e de que ninguém é somente bom ou mau. Confira:

10. Hitler liderou uma das primeiras campanhas contra o cigarro

Adolf Hiltler criou um programa de saúde que salvou, estima-se, a vida de 20.000 mulheres. Claro que essa conquista perde um pouco de seu brilho tendo em vista que o mesmo cara ordenou o assassinato em massa de pelo menos 11 milhões de pessoas que ele considerava indesejáveis, incluindo judeus, homossexuais, ciganos, comunistas e deficientes.

O programa de saúde em questão foi uma das primeiras campanhas antitabagismo da história. Hitler era obcecado com a ideia de uma “raça superior” ariana e via o fumo como uma ameaça para a saúde do povo alemão. Ele sempre se gabou de ter parado de fumar em 1919 e apareceu em folhetos antitabagismo advertindo que “cada alemão é responsável perante todo o povo por todos os seus atos e omissões, e não tem o direito de danificar seu corpo com drogas”.

7 de jun de 2016

Viajou pelo mundo, mas nunca esqueceu de avisar a mamãe que estava bem

Muito provavelmente você já teve vontade, certo dia, de chutar o balde e sair ai pelo mundão afora, mas daí você olhou o dimdim na carteira, aquele monte de conta pregada com imã na porta da geladeira e a vontade passou rapidinho. 

A verdade é que se sujeitar aos caprichos e, sobretudo, bancar os custos de um wanderlust é algo para poucos. É preciso ter grana e pode ter certeza que essa gente que diz que viaja o mundo inteiro com mixaria está, no mínimo, faltando com alguma verdade.

Bom, este antigo modelo de Bruxelas, chamado Jonathan Quiñonez, teve a cara e coragem (e a grana) para dar um rolê aí pelo mundo: um dia deixou seu trabalho e correu para o aeroporto, não sem antes ir pedir a benção da mamãe, que recomendou que ele levasse um agasalho, que tivesse juízo, que não conversasse com estranhos, que não fosse dormir de cabelo molhado e, por fim, que sempre mantivesse contato. Normal, os clássicos conselhos que atravessam gerações comprovando o incontestável instinto de proteção e o amor incondicional das mães

Jonathan parece ter seguido os conselhos da progenitora e para assegurar a ela que tudo está bem, ele documenta suas viagens no Instagram, com um cartaz que diz "Mom, I'm fine" ("Mamãe, estou bem") em cada foto.

6 de jun de 2016

Arqueólogos acreditam ter encontrado o túmulo de Aristóteles

Aristóteles, pai da lógica moderna e o mais famoso aluno de Platão, morreu por volta de 322 a.C. Desde então, suas obras têm sido “canonizadas” e ensinadas em salas de aula de todo o mundo. Contudo, há apenas um problema: ninguém sabe ao certo onde seu corpo foi enterrado.

Logo, seu túmulo tem sido procurado por arqueólogos desde sempre. Apesar, de ter morrido há mais de 2 mil anos, nenhum vestígio de seus restos mortais foi encontrado até agora. Entretanto, o arqueólogo grego, Konstantinos Sismanidis, acredita que pode, finalmente, ter encontrado o túmulo considerado perdido, e ele estaria localizado em uma antiga vila grega chamada Stagira.

De acordo com o The New York Times, o arqueólogo teria levado quase duas décadas de escavações para encontrar o túmulo no norte da Grécia, justamente na aldeia onde acredita-se que Aristóteles tenha nascido.

5 de jun de 2016

O 'catastrófico' surto leishmaniose que está se alastrando pelo Oriente Médio

É uma doença que provoca lesões na pele e pode deixar cicatrizes para a vida. Mais: está associada a um forte estigma social.

A leishmaniose cutânea é relatada na maior parte do mundo, incluindo a América Latina. Agora a crise de refugiados da Síria vem causando um surto "catastrófico" do mal em países do Oriente Médio.

A doença afeta centenas de milhares de refugiados e pessoas que se encontram em zonas de conflito, segundo um artigo publicado na revista científica PLoS Neglected Tropical Diseases.

Há dois anos a leishmaniose é endêmica na Síria - o primeiro caso foi diagnosticado em 1745 -, mas antes da guerra estava restrita a duas zonas ao redor de Aleppo e Damasco.

Agora "o número de casos pode superar 100 mil por ano", escrevem os autores.

Eles atribuem este aumento ao "deslocamento em massa da população dentro do país e alterações no habitats do flebotomínio (mosquito transmissor)".

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails