17 de out de 2013

Americano se afasta da vida que conhecemos e vai morar numa casa Hobbit da vida real

Vocês não têm ideia como ando cansado da vida na cidade, cada dia penso mais em levar uma vida no mato. Só não moraria numa casa tão baixa dessa, ia acabar com minha coluna.

Dan não acredita em casa própria ou hipotecas e consegue sobreviver com apenas 5.000 dólares ao ano (incluso o 100 dólares de aluguel), o que dá mais ou menos uns 680 reais por mês, exatamente um salário mínimo brasileiro.

Dan costumava ser um tipo que frequentava o escritório todos os dias, trabalhando como fotojornalista, a fim de sustentar a si, sua esposa e seus dois filhos e pagar a hipoteca de sua casa. Até que um dia ele leu um livro que descreve uma existência sem as comodidades da vida cotidiana moderna. Depois de ler o livro, Dan mudou-se de mala e cuia para um campo tranquilo, onde experimentou várias opções: um trailer, um cortiço e uma barraca, antes de se instalar na casa hobbit onde vive hoje.

O buraco de 3 metros no chão mal acomoda Dan, um fogão, seus livros, um CD player e algumas roupas, mas é tudo o que ele realmente precisa. Ele diz que quer viver uma vida sem estresse:

16 de out de 2013

Preparando-se para o apocalipse: Silo Global de Sementes da Esvalbarda

  • Já vi muito falar desse lugar e acho fantástico que alguém se preocupou com isso

Muito provavelmente você já deve ter visto algumas destas fotos na rede. Trata-se do Silo Global de Sementes da Esvalbarda (em inglês Svalbard Global Seed Vaul), que está situado próximo de Longyearbyen no arquipélago norueguês de Esvalbarda. Este projeto megalômano, popularmente conhecido como "Silo do fim do Mundo", é o maior armazém de sementes do mundo, criado para salvaguardar a biodiversidade das espécies de cultivos que servem como alimento.

O silo foi construído no Monte Spitsei a 120 metros de profundidade na pedra de arenito, a 1.000 km ao norte da Noruega continental, e foi escolhido por ser um lugar a salvo das possíveis alterações climáticas causadas pelo aquecimento global. As obras começaram em março de 2007 e foi inaugurado em 26 de fevereiro de 2008, com 100 milhões de sementes procedentes de uma centena de países de todo mundo -Brasil no meio-. Em março de 2013, o número de amostras distintas supera os 800 mil.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails