14 de mai de 2016

A estátua que sobreviveu durante 150 anos até que foi destruída em uma tentativa de selfie

  • A estupidez humana alcançando níveis inimagináveis

Parece que os seres humanos estamos vencendo as batalhas das estultices contra os objetos, nesse caso, especificamente uma estátua. 

Uma tentativa de selfie acabou destruindo uma estátua do rei Dom Sebastião I de Portugal que decorava a estação de trens do Rossio, em Lisboa, faz 150 anos. 

A queda do rei ocorreu após que um jovem de 24 anos se pendurasse no pedestal para posar junto à figura, provocando sua queda e destruição quando caiu no chão.

Apesar de que a história conte que Dom Sebastião foi um jovem valente que lutou até a morte nas cruzadas, parece que não foi capaz de suportar o reino das selfies. O jovem tentou fugir, mas foi apanhado pela polícia local.

13 de mai de 2016

O estranho caso dos irmãos solares paquistaneses que “vegetam” durante a noite

Os irmãos paquistaneses Shoaib Ahmed e Abdul Rasheed sofrem de uma misteriosa doença que está causando a perplexidade na comunidade médica paquistanesa e que deixou alguns médicos em Islamabad com pulgas atrás da orelha. 

Os chamados "garotos solares", de nove e treze anos, são normais e muito ativos durante todo o dia como qualquer outra criança de sua idade, mas, logo que o sol se põe, eles passam a esboçar um estado vegetativo que os torna incapazes de se mover e até mesmo de falar.

Shoaib e Abdul acordam com os primeiros raios do sol, cheios de energia e vida. Fazem suas tarefas de casa, vão à escola, mas eles tem um relógio circadiano maldito quando o sol se aproxima do horizonte: seus níveis de energia caem praticamente a zero e ficam completamente paralisados como vegetais até o dia seguinte.

10 de mai de 2016

Cientistas capturam momento em que “faíscas” são liberadas durante a fecundação humana

  • Em um estudo publicado pela Scientific Reports, cientistas relataram um extraordinário fato que ocorre durante a fecundação.

No momento em que o espermatozoide penetra um óvulo, são liberados bilhões de átomos de zinco, que acabam desencadeando uma reação semelhante a ‘faíscas’. Utilizando um microscópio de fluorescência, os pesquisadores conseguiram o momento em que as luzes são emitidas. A descoberta, que relata esse processo durante a fecundação, pode, em breve, auxiliar os médicos na identificação de óvulos saudáveis para fertilização in vitro.

De acordo com Teresa Woodruff, uma das autoras do estudo, o acontecimento foi extraordinário. “Nós descobrimos essa centelha de zinco há cinco anos em ratos, e ver o zinco irradiar-se durante a fecundação humana foi de tirar o fôlego. Toda a biologia começa nesse exato momento da fecundação”, disse.

Esse experimento pôde ser realizado após os cientistas injetarem nos óvulos uma enzima liberada pelo espermatozoide. Isso porque eles não foram autorizados a usar esperma de doadores devido a restrições atuais sobre pesquisas com seres humanos. Contudo, estudos anteriores, que utilizaram óvulos de camundongos e espermatozoides, mostraram a mesma reação. A enzima do espermatozoide aciona o cálcio do óvulo para que ele aumente e, assim, acontece a liberação de zinco.

9 de mai de 2016

Artista americano cria máscaras de celebridades perturbadoramente realísticas

O artista visual americano Landon Meier começou a fazer máscaras de látex realistas como um hobby, mas algumas de suas criações mereceram tanta atenção que ele finalmente decidiu explorar o negócio comercialmente. Hoje, sua empresa, apropriadamente chamada Hyperflesh, é conhecida por fazer algumas das máscaras mais precisas e hiperrealistas do Dia das Bruxas no mundo.

A ascensão de Landon à fama veio em 2011, quando ele criou um conjunto de três máscaras de bebês zangados hiperrealistas feitas de látex extra grosso.

Fotos das máscaras assustadoras usadas por modelos masculinos musculados se propagaram na internet como fogo e a Hyperflesh viu o seu negócio deslanchar instantaneamente.

Em questão de dias, o talentoso do artista passou de 25 pedidos por mês para 25 por semana, e teve de contratar ajuda extra apenas para acompanhar a demanda.

8 de mai de 2016

Adolescentes usavam secretos trajes de super-heróis em sua formatura

Houve uma época que as formaturas tinham mesmo quase toda a pompa no curso de ensino primário, médio e universitário. Para promover a educação e seduzir os pais a levarem seus filhos à escola, estes eventos eram realizados em grandes salões de teatro e cinema. Na atualidade, no Brasil, só restaram as cerimônias de colação de grau, não se dando mais nenhum destaque às conclusões de cursos do primário ou secundário.

Nos Estados Unidos, no entanto, esta tradição não apenas se mantém ainda muito presente senão que até ascendentemente renovada no ensino médio, como podemos ver por estes super-heróis que se revelaram no momento da dança da formatura na Escola de Subiaco no Arkansas.

Versões mais jovens do Batman, Super-Homem, Home de Ferro, Lanterna Verde e Capitão América, entre outros fizeram uma surpresa na cerimônia.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails