19 de dez de 2015

Cachorros estão sendo usados para proteger pinguins na Austrália

Um fazendeiro australiano teve a ideia de fazer com que seus cachorros protegessem os pinguins de Middle Island, uma pequena ilha australiana– e funcionou muito bem. Acontece que o local é a casa de uma colônia de pinguins-azuis, a menor espécie do animal de que se tem notícia.

Antigamente havia centenas deles, que têm entre 30 e 40 centímetros de altura, na ilha. Isso até 2005, quando os pinguins-azuis se tornaram as principais presas das raposas da região. "Nós chegamos a um ponto em que tínhamos cerca de 800 pinguins, até que, de repente, só conseguimos encontrar quatro deles", disse Peter Abbott, do Projeto de Preservação dos Pinguins, em entrevista à BBC. "O pior foi quando encontramos 360 pinguins mortos em um período de duas noites. As raposas matam qualquer coisa que encontrarem."

Horrorizado, marido descobriu que sua esposa foi homem após 19 anos de casamento

  • Até que ponto uma mentira é perdoável? E se a pessoa que você ama tão ternamente mentiu sobre algo tão importante como o seu gênero?

Após 19 anos de casamento, um homem belga identificado apenas como Jan descobriu que sua esposa realmente nasceu homem. Agora, o marido horrorizado e devastado está em busca da anulação do casamento.

Jan casou com sua esposa indonésia, Mônica em 1993. Ele queria que eles começassem sua nova vida na Bélgica e imediatamente providenciou todos os documentos para que se mudassem. No entanto, o par encontrou dificuldades na aceitação dos documentos de Mônica nos Departamento de Identificação belga, que tinha dúvidas sobre a autenticidade da identidade de Mônica. Ainda assim, eles aprovaram a documentação do casal.

Durante vários anos, o casal viveu uma vida normal. Mônica, que tem agora 48 anos de idade, tornou-se um tipo de irmã mais velha querida dos dois filhos de Jan, que ele teve em seu casamento anterior. Ele disse que decidiram não ter mais filhos por causa disso.

Quanto às regras mensais de uma mulher, Mônica utilizava normalmente absorventes higiênicos fingindo menstruar para "esconder a verdade". Mas, Jan disse que a relação começou a mudar quando ela conseguiu um novo emprego em tempo integral

17 de dez de 2015

Povoado americano recusa fazenda solar porque consome muita luz do sol

  • A história mais surreal dos últimos tempos

Hoje em dia a sustentabilidade é muito importante e ninguém recusaria uma fazenda solar, certo? Bem, em Woodland, Carolina do Norte, fizeram: recusaram a construção de uma fazenda de energia solar porque poderia consumir muita luz solar.

Woodland é um povoado muito pequeno, com pouco menos de 800 habitantes, que se opuseram ao projeto e segundo reporta a mídia local, realizaram uma reunião pública para discutir o tema. Um dos opositores foi Jane Mann, professora de ciências aposentada cuja preocupação é que uma fazenda solar afetaria à vegetação do lugar.

Jane indicou que em outros lugares as fazendas solares afetam a fotossíntese das plantas, que passam a receber menos luz solar. E já que Woodland se destaca por sua vegetação, aquilo poderia supor um problema. Jane agregou também que uma fazenda de energia solar pode produzir câncer às pessoas.

Outros residentes alegaram que suas propriedades perderiam valor por estarem próximas de uma fazenda solar e os únicos beneficiados seriam as companhias que constroem e gerenciam e as imobiliárias. Mas não a cidade.

16 de dez de 2015

Milionário saudita foi inocentado após alegar que penetrou adolescente ao cair acidentalmente sobre ela

  • É tão absurda a história que nenhuma palavra que eu pense descreve isso

O tribunal de Southwark Crown, na Inglaterra, declarou inocente a Ehsan Abdulaziz, um milionário saudita de 46 anos de idade com mulher e filhos que trabalha como promotor imobiliário, da acusação de violação. Segundo a sentença, ele foi absolvido argumentando que caiu acidentalmente sobre sua vítima, de 18 anos, e a penetrou sem querer porque seu membro "fugia" para fora da cueca. Mas a versão da vítima foi outra: ela conta que acordou com o milionário forçando dentro dela.

Segundo a versão da jovem, que não teve seu nome revelado, tudo começou durante uma festa à que foi junto com uma de suas amigas -de 24 anos- na discoteca Cirque Le Soir. Durante aquela noite, ambas se encontraram com Ehsan.

Ele convidou as duas mulheres para acompanhá-lo em sua mesa e depois ofereceu-lhes uma carona para casa em seu Aston Martin. Ele, então, levou as duas mulheres a seu apartamento no luxuoso Maida Vale, no oeste de Londres, e ofereceu-lhes vodca. Depois de beberem, ele levou a mulher de 24 anos para seu quarto e manteve relações sexuais com ela enquanto a outra dormia no sofá da sala.

15 de dez de 2015

“Maconheiros de Jesus” usam droga para estudar a Bíblia

  • Segundo eles, esta é uma maneira que encontraram para entender melhor os textos bíblicos

Um grupo de cristãos do Colorado, nos EUA, está causando polêmica ao disseminar a ideia de que a maconha os aproxima de Deus. Chamados de "Stoner Jesus", ou, em tradução livre, "Maconheiros de Jesus", os cristãos convidam pessoas para estudar a Bíbliam enquanto usam marijuana. Segundo eles, esta é uma maneira que encontraram para entender melhor os textos bíblicos.

A ideia surgiu quando Deb Button, de 40 anos e mãe de dois filhos, precisou lidar com o seu processo de divórcio. Ela afirma nunca ter sentido a necessidade de usar drogas antes disso, mas decidiu aceitar o convite de um amigo. No estado em que eles moram, Colorado, a venda de maconha é legalizada.

“Quando eu comecei a fumar me senti tão ligado a Deus”, explicou ela. Feliz com os resultados da experiência, Deb começou a divulgar os encontros do grupo na internet e acabou por atrair vários interessados. A ideia se tornou bem popular e, atualmente, reúne além de evangélicos, mórmons, católicos, um ortodoxo grego e até um ateu. “Acho que essa planta é sagrada”, analisa.

13 de dez de 2015

Vídeo chocante mostra bebês que nascem dependentes de drogas

  • O vídeo mostra o tremor incontrolável nas pernas por abstinência de heroína

Um vídeo perturbador revela um bebê em um berço, na maternidade, tremendo as pernas violentamente e se contorcendo. Isso porque, apesar de ter apenas algumas semanas, ele está sofrendo os efeitos de abstinência de drogas, tendo nascido viciado em opiáceos.

A cada 19 minutos, uma criança nos EUA nasce com uma dependência de opiáceos, herdada de suas mães viciadas. Essas primeiras semanas são longas, agonizantes e angustiantes para o bebê, enquanto luta com a síndrome de abstinência neonatal. A condição pode causar fortes tremores e choro incontrolável, por apertar seus músculos e, por vezes, causar falta de ar.

O vídeo é parte de uma reportagem feita pela Reuters para mostrar a terrível realidade de bebês nascidos com dependências de drogas, por herança de suas mães viciadas, enquanto eles ainda estão no útero. Os EUA, local onde o vídeo foi gravado, vive uma epidemia de dependência de opiáceos, que se estende às mulheres grávidas. Mais de 130 mil crianças no país nasceram viciadas em drogas ao longo da última década. Cada uma delas têm sofrido os sintomas da síndrome de abstinência neonatal, que são semelhantes à de adultos viciados em heroína.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails