28 de nov de 2015

“Cidade do sexo” na China tem tanta mulher que homens podem ter até 3 namoradas

A monogamia é o pilar da nossa sociedade, mas uma cidade está contrariando essa tendência por causa da quantidade de mulheres que vivem lá. 

Dongguan, na província meridional chinesa de Cantão, não é apenas conhecida por produzir produtos eletrônicos populares, como iPhones e iPads, senão que também por ter recebido o apelido de "Cidade do Sexo", pois a superpopulação de mulheres modificou as estruturas sociais, permitindo que um homem tenha até três namoradas e inclusive que biscateie para ganhar a vida.

Apesar de que, graças à política do filho único, revogada recentemente, o país tenha um grande desequilíbrio de gênero com milhões de homens a mais do que mulheres, a cidade vive uma realidade bem diferente.

27 de nov de 2015

15 retratos de casais inter-raciais com os comentários racistas que tiveram que ouvir

Ainda restam muitas coisas a fazer para superar o racismo. Ao menos isto é o que a fotógrafa Donna Pinckley quis realçar, tomando fotos de casais inter-raciais em alguns estados do sul dos Estados Unidos e a vinculação com os comentários racistas que tiveram que suportar nos últimos anos. 

Donna realizou as fotografias em preto e branco, principalmente para enfatizar o carinho que sentem estes casais entre si, em vez de permitir que o espectador se centre nos tons de pele.

No entanto a fotógrafo quis ir para além dos "momentos difíceis" infligidos por outros e explorar a fortaleza do amor verdadeiro e a confiança em si mesmos de seus protagonistas.

- "Estes retratos têm o propósito de celebrar as uniões que estas pessoas construíram, os laços que mantêm intactas suas relações, inclusive após que outros tenham tratado de fazê-los em pedaços", conta a autora.

A inspiração por esta reportagem fotográfica, intitulada "Sticks and Stones", originou de um projeto passado que compartilhou com uma jovem.

- "Sua mãe e eu conversamos um pouco na cozinha, sobre todos os comentários e deboches que sua filha teve que suportar pelo fato de estar saindo com um garoto de outra etnia", conta Donna em seu site.

26 de nov de 2015

Homem vê o mundo em cores pela primeira vez e se emociona

Nós não nos damos conta de como o mundo pode ser diferente com uma simples deficiência de não enxergar a cor marrom, por exemplo. Vemos todos os espectros de cores e isso é tão trivialmente normal, que não podemos imaginar o que seria atravessar o dia em tons de cinza. 

Acordar e olhar para o azul do céu contra as folhas verdes brilhantes do início do verão evoca um sentimento reconfortante, que pode literalmente mudar toda uma perspectiva sobre a vida. A cor laranja e o vermelho de fogo que cobrem as montanhas no lusco-fusco é uma visão que eu não desistiria por nada nesse mundo.

O daltonismo é uma condição extremamente comum que afeta 1 entre cada 12 homens, e 1 em 200 mulheres, e a explicação da disparidade reside na hereditariedade. O daltonismo está vinculado ao cromossomo masculino e, portanto, pode ser passado de pai para filho. 

Embora existam alguns trabalhos que uma pessoa daltônica não pode fazer, como se tornar um piloto de avião, a condição não é considerada grave, e essas pessoas vivem vidas plenas. Há apenas aqueles certos momentos que se perdem diariamente, como o pôr do sol ou a cor rosada na bochecha da filha.

25 de nov de 2015

Ex-milionário chinês gasta toda a sua fortuna resgatando cães

Aos 29 anos, Wang Yan ganhou e perdeu mais dinheiro do que a maioria das pessoas na vida. Ele costumava ser um homem de negócios milionário com uma fábrica de aço bem sucedida na capital Changchun, da província de Jilin, na região do Nordeste da China. 

Mas agora, quatro ano após sua empreitada, ele não tem nem mais um centavo em seu nome. Wang acabou gastando toda a sua fortuna para salvar e resgatar cães que iam ser massacrados. Ele se sentiu compelido a ajudar os cães depois que testemunhou pela primeira vez a situação desses animais em 2012.

Naquele ano Wang procurava seu próprio cão de estimação quando alguém sugeriu que ele tentasse procurar em um determinado açougue. Seu cão não estava lá, mas o homem andou perambulando pelas ruas atrás de seu fiel companheiro durante uma semana e testemunhou como os outros cães estavam sendo brutalmente assassinados. Profundamente perturbado, ele prometeu comprar cada cão que estivesse sendo levado por um açougueiro, apenas para que pudesse salvá-los de uma morte horrível.

Artista transforma bonecas de celebridades produzidas em massa em esculturas realistas

Eu ainda estou com dificuldade para acreditar nisso. É que o artista Noel Cruz transforma bonecas de celebridades e personagens produzidas em larga escala em miniaturas tão realistas que parece que ele fotochopou a cabeça dos bonecos. 

Usando fotos de celebridades como base, ele emprega intrincados contornos faciais incluindo sombreamento e destaques para adicionar profundidade a estas figuras. 

Depois que ele concluiu a maquiagem, Noel coloca o "antes" e "depois" justapostos para mostrar os resultados que são simplesmente fantásticos.

Graças à sua aplicação precisa e atenção aos detalhes, os bonecos perdem a característica de "vale da estranheza" e passam a ostentar uma verdadeira semelhança com os seus homólogos da vida real.

Noel vê sua repintura como uma nova forma de arte pop. O rosto dos bonecos é tratado como uma tela tridimensional -ao invés de um brinquedo-, com o desafio adicional da pintura em uma pequena superfície.

23 de nov de 2015

Após ataque de pitbull, garota passa por inúmeras cirurgias para reconstruir seu rosto

  • Ela usará um tubo de alimentação por toda a vida

Uma menina de sete anos foi violentamente atacada por pitbulls. Como resultado, sua língua e parte de sua mandíbula foram perdidas, no ano passado, e agora precisará aprender a viver com as cicatrizes deste terrível ataque.

Zainabou Drame brincava com outras crianças em uma rua de Cincinnati, nos EUA, quando foi atacada pelos cães dos vizinhos, em junho de 2014. A jovem perdeu a língua, a maioria de seus dentes e o terceiro osso de seu maxilar, e teve ferimentos graves, precisando ser colocada em coma induzido.

Agora, mais de um ano após o incidente e 12 cirurgias para reparar seu rosto, ela descobriu que terá de enfrentar muitos outros procedimentos médicos para tentar reparar seus danos, que serão permanentes.

Zainabou está incapacitada de comer ou beber através de sua boca. Assim, ela precisará utilizar um tubo de alimentação conectado ao estômago para o resto de sua vida. Ela também não consegue respirar sozinha, dependendo de um aparelho em sua garganta, que muitas vezes corre o risco de ser obstruído. O ataque também a deixou muda, forçando-a a aprender a língua de sinais. Porém, sua família diz que a garota se esforça para, um dia, poder falar novamente.

22 de nov de 2015

Conheça a indiana que plantou centenas de árvores, ganhou fama mundial e hoje vive na pobreza

Saalumarada Thimmakka é uma ambientalista que, junto com seu falecido marido, plantou e cuidou de 384 figueiras em sua cidade natal, na aldeia Hulikal, em Karnataka, na Índia. Agora, aos 103 anos, ela vive para contar sua história e motivar outras pessoas.

Quando Thimmakka era uma menina, ela casou-se com um fazendeiro chamado Chikkaiah e, juntos, eles resolveram ir além de trabalhar na lavoura. O casal não teve filhos por anos, para poder ajudar seus conterrâneos de uma forma diferente. “Um dia, nós pensamos: por que não plantamos árvores e cuidamos delas como nossos filhos?!”, contou Thimmakka.

Eles começaram plantando 10 mudas de figueiras, que cresciam abundantemente em sua aldeia. Usando os seus poucos recursos, eles plantaram essas mudas em um trecho vazio de terra de cerca de quatro quilômetros.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails