12 de set de 2015

Cientista diz que não toma banho há 12 anos

  • Ele usa bactérias em spray para se manter limpo

Em uma tentativa de provar que o banho é avaliado em excesso, um cientista americano afirma que não toma banho faz 12 anos. Em vez disso, ele pulveriza sua pele com um spray que contém bactérias vivas, que, segundo ele, o manteve limpo durante todos esses anos! 

Dave Whitlock, um engenheiro químico e pós-graduação do MIT, diz que não há nenhuma base para supor que o banho seja uma prática saudável, já que ninguém fez ensaios clínicos em pessoas que tomam banhos a cada dia.

- "Eu não tomo um banho em 12 anos e estou muito bem", disse ele. Na verdade, Dave afirma que os produtos químicos presentes em nossos sabonetes e xampus acabam destruindo todas as bactérias amigáveis que habitam a nossa pele e que podem nos manter limpo.

11 de set de 2015

Cientista choca ao constatar que o Alzheimer pode ser transmitido em procedimentos médicos e odontológicos

  • A doença de Alzheimer pode ser transmitida por transfusões de sangue, operações e até mesmo tratamento dentário, afirmam pesquisadores.

Um estudo potencialmente polêmico forneceu a primeira evidência de que a condição devastadora pode transmitida em “procedimentos médicos”, desde que conte com a influência de hormônios de pessoas com condições específicas.

O professor e pesquisador britânico, John Collinge, disse que “precisamos repensar nossa visão sobre a doença de Alzheimer e avaliar o risco dela ser transmitida inadvertidamente à pessoas doentes”.

Richard Kerr, presidente da Sociedade Britânica de Cirurgiões Neurológicos e um dos neurocirurgiões líderes do Reino Unido, advertiu que não sabemos se as técnicas utilizadas para esterilização dos instrumentos médicos são eficazes e disse que a pesquisa "deve ser levada a sério". No entanto, outros pediram cautela, dizendo que o estudo foi pequeno e não prova que a doença de Alzheimer seja, de fato, contagiosa.

10 de set de 2015

Anomalia rara pode deixar os dedos unidos formando um “pé de pato”

  • Uma moça que parecia ter dedos de pato chamou a atenção nas redes sociais

Porém, ela possui uma anormalidade congênita chamada Sindactilia Cutânea. Neste caso, a membrana que existe entre os dedos durante a gestação, não é degenerada e persiste no desenvolvimento.

Ainda quando o ser humano está se desenvolvendo no útero da mãe, suas mãos e pés assemelham-se com pequenas paletas, ou seja, todos eles são unificados e envoltos por uma única membrana. Ao longo do desenvolvimento, acontece a apoptose, também conhecida como “morte celular programada”. É como se a célula de autodestruísse, acontecendo em diversas partes do corpo. Isso faz com que as membranas liberem os dedos, já desenvolvidos o suficiente.

Por uma questão de adaptação, provavelmente, caso o se humano vivesse dentro d’água, essas membranas não seriam destruídas, sendo necessárias para locomoção – em teoria.

9 de set de 2015

O lugar mais elétrico no mundo: lago venezuelano é atingido por milhares de relâmpagos diariamente

  • Uma eterna tempestade elétrica, na Venezuela, tem cativado os turistas e moradores locais há gerações

No local onde o Rio Catatumbo encontra o Lago Maracaibo, 260 dias de tempestade fazem com que cerca de 28 relâmpagos acertem o lago, por minuto, todos os anos. O fenômeno atmosférico único gera 1,2 milhões de raios por ano e é visível a até 400 quilômetros de distância.

Existem várias teorias para explicar as tempestades contínuas, incluindo os ventos fortes que percorrem o lago formando nuvens ao atingir as montanhas andinas e os pântanos que liberam gás metano. A topografia da área é única. A Bacia do Lago Maracaibo é cercada por montanhas que armazenam ventos quentes que saem do Caribe. Esses ventos colidem com o ar fresco dos Andes. Os cientistas acreditam que essa condensação em nuvens carregadas cria uma média de 28 relâmpagos por minuto através de uma vasta área, em uma explosão que poderia fornecer energia para todas as lâmpadas da América Latina.

8 de set de 2015

Sobrevivente do câncer, perde um olho e abraça nova carreira de ator como zumbi

  • Billy Owen diz que começou a ver as coisas de um novo jeito, em fevereiro de 2009

Perder todo o seu globo ocular direito pode causar isso. Naquela época, Owen era um mecânico de moto bem-sucedido com sua esposa e um filho de seis meses. Mas um problema de sinusite acabou mudando a sua vida.

"Eu tinha dores de cabeça e não conseguia respirar porque a minha narina direita estava totalmente obstruída", conta ao The Huffington Post. "Os médicos me deram descongestionantes pensando que era uma sinusite, mas minha esposa finalmente me levou a um especialista."

Em 13 de fevereiro de 2009, o médico deu a notícia: Owen tinha um carcinoma indiferenciado sinonasal (SNUC), uma forma rara de câncer que afeta a cavidade nasal.

"A maioria dos sobreviventes tem os tumores removidos na fase inicial", disse Owen. Mas, no seu caso, o câncer se espalhou tão amplamente que os médicos tiveram que remover metade do seu rosto, incluindo o seu olho direito, músculos e nervos.

"Eu sinto pouco olfato no lado esquerdo", admitiu. "Se é um cheiro forte de verdade, eu posso sentir."

7 de set de 2015

Cientista cria braço de macaco no laboratório pela primeira vez, abrindo esperança para regeneração de membros

  • Em um laboratório dos EUA, cientistas deram um passo adiante na descoberta de uma técnica para criar e desenvolver membros humanos.
Eles foram capazes de simplificar o braço de um macaco, deixando apenas suas células individuais. Com infusões de células, um novo membro poderá crescer, tornando-o novamente funcional, com circulação sanguínea, estrutura óssea, músculos e cartilagem.

O responsável pela condução da nova pesquisa é Harald Ott, diretor do Laboratório de Reparação e Regeneração de Órgãos do Massachusetts General Hospital, nos EUA. A nova técnica, caso seja aprimorada e levada adiante, poderia ser uma opção às próteses ou aos transplantes, que possuem limitações de movimento e controle. Em transplantes, também há riscos de infecções e de câncer. Com a técnica de Ott, seria possível implantar membros funcionais nos amputados de forma perfeita.

6 de set de 2015

Pequeno reator de fusão nuclear poderá gerar quantidades ilimitadas de energia

  • Esse reator foi inspirado nos quadrinhos do Homem de Ferro

Os reatores de fusão, teoricamente, podem ser uma fonte ilimitada de energia.

Porém, seu desenvolvimento nunca foi tão simples. Agora, em menos de uma década, isso poderá ser possível. Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos EUA, afirmam ter desenvolvido o projeto de reator de fusão comercialmente viável.

Nomeado ARC, o reator consistirá em um sistema tokamak – em forma de rosquinha – e poderá gerar a mesma quantidade de energia de outros maiores. O reator é muito parecido – e leva o mesmo nome – ao utilizado por Tony Stark, no filme Homem de Ferro, inspirado nos quadrinhos da série.

A fusão funciona por meio de dois tipos de átomos de hidrogénio – deutério e trítio – com a inserção de gás para o interior de um vaso de contenção. Os cientistas adicionam energia para remover os elétrons dos átomos de acolhimento, formando um plasma de íons, que libera enormes quantidades de energia. Se a técnica for aperfeiçoada, será possível fornecer uma fonte inesgotável de energia, resolvendo sua crise no mundo.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails