31 de dez de 2011

FELIZ ANO NOVO, LEITORES DA MIB

  • Que 2012 seja o início de uma grande vida


Mais um ano de existência para e MIB e, nesse ano, muitas coisas aconteceram e, vocês leitores, foram responsáveis por muitas dessas coisas, com incentivos, dicas, críticas, etc. A MIB melhora suas postagens e tenta mostrar matérias com conteúdos e com muita diversão.

Obrigado a cada um de vocês pela participação, pelas visitas e pelos inúmeros e-mails que me fizeram querer sempre posts mais detalhados.

A presença de vocês é essencial e espero cada vez mais a sua participação.

Obrigado por tudo, e, desejo do fundo do meu coração, que 2012 seja um ano de muita saúde, dinheiro e grandes conquistas para cada um de vocês. Que a grande energia que construiu nosso universo abençoe a vida de cada um.

Feliz ano novo e um ano de glória para nós. Beijos e abraços a todos.

LUCAS BERTOLUCCI
EDITOR DA MIB

Para manter o filho com apneia vivo, mãe faz cócegas no bebê toda noite

  • Uma atitude que a princípio pode parecer estranha, mas é ela que está salvado o bebê


Fico imaginando como essa mãe deve ficar apavorada de dormir todas as noites, afinal, um descuido seu e seu bebê morre.

Para a maioria das mães, fazer cócegas no bebê é uma forma de diversão. Para a britânica Sanchia Norris, no entanto, é a única maneira de manter seu filho Bem, de 1 ano, vivo. Ele sofre de apneia e para de respirar várias vezes durante a noite – dar risada é uma “tática” para fazê-lo voltar. A história foi relatada no jornal “Daily Mail”.

Miss Norris, de 41, é avisada por um alarme toda vez que a respiração do filho é interrompida. Então ela corre para o quarto do bebê e faz cócegas na sola dos pés, embaixo do queixo ou no estômago da criança – o suficiente para que ele volte a respirar.

Segundo a mãe contou a jornal, uma vez o bebê parou de respirar 23 vezes em uma única madrugada.

Livro que promete "curar" LGBTs causa polêmica na Espanha

  • Uma notícia que ainda choca nos dias de hoje


Realmente, o ser humano é sem noção. Achar que ser gay é estar doente, é realmente uma doença mental dessas pessoas que falam isso. A ignorância é algo quer me deixa, as vezes, irritado.

O livro "Compreender e curar a homossexualidade" do psicoterapeuta Richard Cohen foi retirado da livraria virtual de uma grande cadeia espanhola de lojas de departamento diante da avalanche de protestos.

A Federação Andaluza de Associações LGTB afirmou que o grupo El Corte Inglés retirou o livro de sua livraria virtual, embora ainda permaneça em suas lojas.

A empresa também pediu desculpas às pessoas que se sentiram "ofendidas" pelo livro.

30 de dez de 2011

Semana: origem de expressões com animais - parte 5

  • Conheça a origem de tantas frases que usamos no nosso dia-a-dia

Durante essa semana (segunda à sexta) a MIB vai trazer 6 expressões diárias sobre o tema animais.

Você tem espírito de porco ou estômago de avestruz? Ou já pagou o pato? Alguém já disse que você tem um gênio de cão? Pois essas são apenas algumas das expressões populares ligadas ao reino animal que fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, a origem de algumas é desconhecida pela maioria das pessoas. Mas, aqui na MIB você fica sabendo como surgiu cada uma delas.

  • Gênio do cão

Indivíduo de difícil relacionamento, que se irrita com extrema facilidade, impaciente. Certamente você conhece alguém com essas características. Então, pode dizer que ela tem "gênio do cão".

Para os antigos, de acordo com o professor Ari Riboldi, gênio era o espírito benéfico ou maléfico que regia o destino de uma pessoa, além de inspirar as artes, paixões e os vícios. 

O adjetivo genial carrega o sentido benéfico, pois é sinônimo de magistral, formidável, dotado de grande capacidade intelectual. Genioso, por sua vez, representa o lado negativo, já que equivale a colérico, exaltando ou gênio mau. E cão também pode designar pessoa muito má. 

No nordeste do Brasil, por exemplo, equivale ao capeta.

Assim, gênio do cão deve ser entendido como gênio do diabo, do capeta. Nada tem a ver com o pobre do cachorro.

O bebê que não pode ser tocado

  • Bebê fica cheio de bolhas e cicatrizes quando é tocado


Essa é uma daquelas histórias que emocionam e que nos deixa pensativos. Um sofrimento inigualável da mãe e do bebê. Uma história que vai mexer com seus nervos.

A maioria das crianças de sua idade não têm outra preocupação do que aprender a caminhar e falar, mas este bebê é diferente dos demais. Tripp Roth, tem uma doença que impede que seja tocado, basta roçar sua pele para que fique cheio de bolhas e cicatrizes. Esta é a triste história do garoto de dois anos, de Ponchatoula, Louisiana, que padece de epidermólise bolhosa juncional. Atenção: Sensíveis abstenham-se!

29 de dez de 2011

Semana: origem de expressões com animais - parte 4

  • Conheça a origem de tantas frases que usamos no nosso dia-a-dia

Durante essa semana (segunda à sexta) a MIB vai trazer 6 expressões diárias sobre o tema animais.

Você tem espírito de porco ou estômago de avestruz? Ou já pagou o pato? Alguém já disse que você tem um gênio de cão? Pois essas são apenas algumas das expressões populares ligadas ao reino animal que fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, a origem de algumas é desconhecida pela maioria das pessoas. Mas, aqui na MIB você fica sabendo como surgiu cada uma delas.

  • Dar com os burros n'água

A expressão "dar com os burros n'água" é geralmente usada para dizer que alguém se deu mal, falhou em algum plano. Nesse momento, o burro nem está por perto, mas sempre leva a fama.

Segundo o livro O Bode Expiatório, a expressão teria origem em uma história popular que relata uma competição entre dois tropeiros. Sem conhecer o caminho, os homens deveriam carregar, no próprio burro e um fardo até o local combinado. A um animal competia levar um fardo de sal e, a outro, um de algodão.

No percurso, eles depararam com um rio e, na tentativa de atravessá-lo, o sal de um dissolveu-se, enquanto o fardo de algodão do outro ficou encharcado e pesado. E tudo acabou no rio. O desafio acabou e ninguém chegou ao ponto determinado. Apenas "deram com os burros n'água".

O melhor da arte de rua em 2011

  • Uma coletânea de artes que marcaram pessoas pelo mundo


A arte de rua é algo que te pega de surpresa numa esquina, te faz parar e olhar, e refletir, e saborear esse momento, bem diferente dos anormais que picham e emporcalham as ruas.

A arte de rua é puro deleitamento do belo e do diferente. Logo, sabendo que o fim de ano está acabando , nada melhor do que uma boa arte para comemorá-lo. Espero que curtam...

28 de dez de 2011

Semana: origem de expressões com animais - parte 3

  • Conheça a origem de tantas frases que usamos no nosso dia-a-dia

Durante essa semana (segunda à sexta) a MIB vai trazer 6 expressões diárias sobre o tema animais.

Você tem espírito de porco ou estômago de avestruz? Ou já pagou o pato? Alguém já disse que você tem um gênio de cão? Pois essas são apenas algumas das expressões populares ligadas ao reino animal que fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, a origem de algumas é desconhecida pela maioria das pessoas. Mas, aqui na MIB você fica sabendo como surgiu cada uma delas.

  • Idade da loba

No entendimento popular, corresponde à idade da mulher que chega aos 40 anos de vida, quando, supostamente, atingiria a maturidade e se tornaria dona do próprio nariz. No entanto, houve certa confusão com esse conceito.

"Significa, na prática, um novo modelo de ser mulher, um novo estilo de vida, um novo conceito de mundo, decorrente dos movimentos feministas e da libertação sexual a partir da década de 1960. Até então, somente o homem exercia o papel de lobo, de caçador, ficando a mulher em uma situação passiva. O homem era o lobo mau e a mulher, a chapeuzinho vermelho", explica o professor Ari Riboldi.

A expressão reflete o comportamento de uma nova geração do sexo feminino em função da mudança de costumes, do ingresso no mercado de trabalho, da conquista de diretos iguais e da busca de autonomia e independência. Segundo Riboldi, a confusão ocorreu, provavelmente, em função de vários depoimentos de mulheres que viveram essa mudança de costumes terem relatado essas novas experiências depois da década de 1980, quando já se encontravam na faixa dos 40 anos.

Uma triste história de Natal

  • Quando o amor pela família faz uma pessoa lutar até a morte


Em outubro de 1923, Billy Miske, "O Raio de St. Paul", um dos melhores boxeadores peso pesado do mundo, ruminava uma mentira e uma pena enorme. Há nove meses não lutava porque se sentia verdadeiramente mal, e via como sua vida ia se desmoronando: uma loja de carros que tinha montado com um amigo se revelou um desastre, e sua família estava tão arruinada que tinha vendido quase todos os móveis de sua casa para pagar as contas.

Achavam que Billy havia se retirado do boxe há nove meses porque já tinha idade demais para ser um lutador. Nos anos 20, um boxeador aos 29 anos já acumulava muito castigo. Mas não, não foi por isso que deixou de lutar, senão que cinco anos antes, seu médico, o doutor Andrew Sivertsen, tinha detectado a Doença de Bright, um transtorno degenerativo nos seus rins.

- "Com sorte, restam-lhe alguns anos de vida, mas deverá deixar o boxe", disse o doutor para Billy.

Mas ele nunca deu a devida atenção e seguiu em cima dos ringues, até que em janeiro de 1923, depois de um combate fácil no qual derrotou Harry Foley por nocaute no primeiro assalto, se sentiu desfalecer. Mas dissimulou, como vinha fazendo há muito tempo: somente o médico, seu empresário, Jack Reddy, e um jornalista de Minnesota, seu grande amigo George Barton sabiam de sua doença. Nem sua mulher, Marie, nem seus três filhos.

27 de dez de 2011

Semana: origem de expressões com animais - parte 2

  • Conheça a origem de tantas frases que usamos no nosso dia-a-dia

Durante essa semana (segunda à sexta) a MIB vai trazer 6 expressões diárias sobre o tema animais.

Você tem espírito de porco ou estômago de avestruz? Ou já pagou o pato? Alguém já disse que você tem um gênio de cão? Pois essas são apenas algumas das expressões populares ligadas ao reino animal que fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, a origem de algumas é desconhecida pela maioria das pessoas. Mas, aqui na MIB você fica sabendo como surgiu cada uma delas.
  • Boi de piranha

De acordo com o professor Ari Riboldi, "boi de piranha é aquele que se submete ou é submetido a um sacrifício para livrar outra pessoa de uma dificuldade ou da culpa".

Riboldi conta que a expressão surgiu da necessidade de atravessar o gado em um rio com piranhas. 

O boiadeiro deveria escolher um animal velho ou doente e colocá-lo na água em local acima ou abaixo do ponto de travessia. 

 Enquanto as piranhas devoram o boi escolhido, os demais passam pelo rio sem dificuldade.



Vacina canadense contra o HIV inicia seus testes em humanos em janeiro

  • Será que essa é a cura definitiva? Ainda não se sabe
Há um par de anos uma equipe de cientistas da Universidade de Western Ontario, no Canadá, planejava provar sua vacina contra o HIV em humanos. Pois bem, depois de quatro tentativas finalmente receberam a aprovação da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) para iniciar os testes clínicos da vacina -batizada como SAV001- a partir de janeiro de 2012 (sim, em um par de semanas).

A vantagem desta vacina em comparação com as tantas outras que se encontram em desenvolvimento é que é a primeira baseada em modificação genética; utiliza o vírus HIV-1 morto com uma metodologia similar à que derivou nas vacinas contra a poliomielite, raiva e hepatite A. É produzida em laboratório e depois é modificada geneticamente para torná-la inofensiva e finalmente aplicam uma proteína do veneno da abelha.

26 de dez de 2011

Semana: origem de expressões com animais - parte 1

  • Conheça a origem de tantas frases que usamos no nosso dia-a-dia

Durante essa semana (segunda à sexta) a MIB vai trazer 6 expressões diárias sobre o tema animais.

Você tem espírito de porco ou estômago de avestruz? Ou já pagou o pato? Alguém já disse que você tem um gênio de cão? Pois essas são apenas algumas das expressões populares ligadas ao reino animal que fazem parte do nosso dia a dia. No entanto, a origem de algumas é desconhecida pela maioria das pessoas. Mas, aqui na MIB você fica sabendo como surgiu cada uma delas.

  • Lágrimas de crocodilo

A expressão "lágrimas de crocodilo" faz referência ao choro fingido, falso ou hipócrita. No entanto, por que se diz isso? Será que os crocodilos choram mesmo?
De acordo com o professor Ari Riboldi, em seu livro O Bode Expiatório, a origem da expressão é biológica e não tem relação com fingimento. 

Quando o crocodilo está comendo, a passagem da presa pode pressionar com força o céu da boca do réptil, o que comprime suas glândulas lacrimais. Assim, enquanto ele devora a vítima, caem lágrimas de seus olhos.
São lágrimas naturais, mas obviamente não significam que o animal se emocione ou sinta pena da refeição. 

Daí surgiu a expressão "lágrimas de crocodilo", querendo dizer que, embora a pessoa chore, as lágrimas não significam que ela esteja sofrendo e, muitas vezes, é mesmo apenas fingimento.

É possível sobreviver com 2 cabeças e um só corpo?

  • Casos intrigam a nossa imaginação e nos faz pensar se estivéssemos nessa situação


Os médicos de um hospital no interior do Pará ficaram surpresos ao fazer uma ecografia em uma jovem nesta semana e descobrir que ela estava prestes a dar a luz a um "bebê com duas cabeças". 

Sem a estrutura de um grande centro, o hospital providenciou uma cesariana e assim que possível transferiu para uma maternidade da capital. Mas como duas pessoas podem nascer grudadas? 

É possível sobreviver com duas cabeças e um só corpo?

De acordo com o médico Julio Leite, coordenador do Programa de Monitoramento de Defeitos Congênitos do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o caso paraense pode ser chamado de gemelaridade imperfeita, quando há problemas na divisão das células durante o período de formação do embrião. "No Brasil o registro desse tipo de malformação é de um caso para cada 100 mil habitantes", explica.

25 de dez de 2011

Neandertais construíam casas com ossos de mamute


  • As novas descobertas sempre derrubam as previsões dos cientista sobre o passado


Adoro história, cheguei a fazer 3 anos de faculdade de História, é uma coisa que me fascina. Mas, fico me questionando como as teorias do passado são sempre derrubadas.

O pior que muitas delas se diziam definitivas, por isso sempre encarei o passado como algo que por mais que investiguemos, jamais saberemos a total verdade. Acho que isso só poderia acontecer se podéssemos viajar no tempo.


Veja a reportagem que encontrei Hype Science

Fotografia infravermelha de Inverno

  • Paisagens simples transformadas em cenas de conto de fadas



A fotógrafa holandesa, Maria Netsounski, viaja o mundo fotografando paisagens de tirar o fôlego. Ela utiliza a tecnologia de infravermelho para fazer suas criações e o resultado é uma combinação impressionante de brancos e azuis. Parece uma paisagem de contos de fadas, simplesmente paisagens divinas.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails