3 de mai de 2014

Kingdom Tower: o prédio de um quilômetro de altura


O futuro prédio mais alto do mundo já tem nome: Kingdom Tower. Está sendo construído em Jeddah, na costa do Mar Vermelho, na Arábia Saudita, e terá 1.013 metros de altura.

Quando estiver terminado, a Kingdom Tower tomará o posto de construção mais alta, que é atualmente do da Burj Khalifa (828 metros), localizada em Dubai. Essa impressionante construção deverá ficar pronta em 2020.

2 de mai de 2014

Cientistas descobrem como os egípcios moveram pedras gigantes para formar as pirâmides

Uma civilização antiga, sem a ajuda de tecnologia moderna, conseguiu mover pedras de 2,5 toneladas para compor suas famosas pirâmides. Mas como? 

A pergunta aflige egiptólogos e engenheiros mecânicos há séculos. Mas agora, uma equipe da Universidade de Amsterdã acredita ter descoberto o segredo – e a solução estava na nossa cara o tempo todo.

Tudo se resume ao atrito. Os antigos egípcios transportavam sua carga rochosa através das areias do deserto: dezenas de escravos colocavam as pedras em grandes “trenós”, e as transportavam até o local de construção. Na verdade, os trenós eram basicamente grandes superfícies planas com bordas viradas para cima.

Quando você tenta puxar um trenó desses com uma carga de 2,5 toneladas, ele tende a afundar na areia à frente dele, criando uma elevação que precisa ser removida regularmente antes que possa se ​​tornar um obstáculo ainda maior.

1 de mai de 2014

O homem mais sujo da Europa

  • Esse homem se afastou de tudo e todos e dorme nas cinzas

Hoje conheceremos o Ludvik Dolezal, 58 anos de idade, um homem que um dia, de repente, largou tudo, deixou seu trabalho e foi para uma fazenda abandonada na cidade de Novy Bydzov, na República Tcheca.

A maior razão da sujeira de Ludvik está relacionada com a solução de um problema: livrar-se do frio da noite. Ele dorme enterrado na cinza para se manter aquecido, o que acabou lhe rendendo o apelido de "Homem mais sujo da Europa".

Entretanto, de qualquer forma, o tcheco também não tem boas relações com a água, ao que parece ele tem algum tipo de distúrbio psicológico que o faz querer compartilhar sua vida com o fogo e a cinza.

Ele passa seus dias queimando tudo o que encontra pela frente, e todas as noites se arrasta em uma cama de brasas quentes para dormir.

30 de abr de 2014

Neandertais eram mais parecidos com os seres humanos do que pensamos, diz estudo

Os Neandertais, os “primos” dos seres humanos modernos, atualmente extintos, são popularmente conhecidos por suas vidas curtas e um estilo de vida bruto e primitivo. Eles teriam sido, aparentemente, substituídos por uma espécie mais sofisticada, ou seja, nós, os humanos modernos.

Este senso comum, no entanto, pode estar com os dias contados. Pesquisadores da Universidade de York, na Inglaterra, contestam este esteriótipo após a realização de um estudo sobre rituais fúnebres dos neandertais, com base nos achados a partir de ossos de crianças e adolescentes. Pelas conclusões dos cientistas, a sociedade Neanderthal era muito unida, solidária e complexa. Além disso, eles teriam sido bons pais para os seus filhos.

"As crianças podem ter sido significativas na sociedade Neanderthal", especula Penny Spikins, professor de arqueologia em York e principal autor do artigo publicado no Oxford Journal of Archaeology.

29 de abr de 2014

A Eko Atlantic, a cidade que é um “apartheid climático”

  • Esta cidade inteira está sendo construída para salvar outra da mudança climática

Em breve, a Nigéria vai superar a África do Sul e se tornar a maior economia da África, graças ao petróleo. No entanto, o país enfrenta muitos problemas comuns em nossa época de mudança climática: aumento do nível do mar, ressacas e inundações devastadoras. 

Agora, sua cidade costeira de Lagos – a segunda maior do continente – vai fazer de tudo para se proteger, tanto ambientalmente como financeiramente.

O objetivo: construir uma cidade inteiramente nova, do tamanho de Manhattan, entre Lagos e o oceano.

A Eko Atlantic é um projeto multibilionário que promete proteger contra a erosão marinha, “transformando terrenos perdidos para o mar em uma cidade costeira que será uma das maravilhas do século XXI”.

28 de abr de 2014

A incrível história da mulher que ficou dois anos em cima de uma árvore para evitar seu corte

  • Algumas pessoas deixam marcas impressionantes na história da humanidade

Quando Colombo pisou a América pela primeira vez, Lua (uma sequoia de 60 metros de altura) já tinha 500 anos. Em 10 de dezembro de 1997 o destino e uma moto serra se cruzaram em seu tronco. Julia Butterfly Hill, uma ativista de 23 anos, decidiu interromper o inevitável e subindo na árvore impediu o iminente corte. 

Passou 738 dias entre seus ramos e sem pôr um só pé em terra obrigou à companhia madeireira, depois de duríssimas negociações, a indultar a árvore e a todas as outras próximas..

"Ninguém tem o direito de roubar do futuro para conseguir benefícios rápidos no presente. Há que saber quando temos o suficiente... " - Julia Butterfly Hill em seu livro "O legado de Lua".

Lua é uma das sequoias milenares do bosque da cidade de Stanford na Califórnia. No final de 1997 a Pacific Lumber Company irrompeu no bosque de 60 mil hectares para iniciar o desmatamento de um dos ecossistemas mais importantes do local. Mas em seu caminho encontrou uma obstinada borboleta.

27 de abr de 2014

Renomado artista afirma ter capturado evidências de que fadas existem

  • O que falar disso? Não sei, cada um acredita no que quiser...

Agora, vou matar uma fada: EU NÃO ACREDITO EM FADAS! Pronto, uma acaba de morrer e, se você leu alto, acaba de matar uma também. Pronto, "FINITI"...

É cada coisa que vejo, viu...

John Hyatt é o diretor do Instituto de Investigação e Inovação em Arte e Design da Universidade Metropolitana de Manchester. O renomado artista afirma ter capturado com sua câmera fotográfica várias evidências visuais que provam a existência das míticas fadas. 

Após essa descoberta, Hyatt elaborou uma mostra chamada “As fadas de Rossendale”, exibida atualmente no Museu Withaker, próximo ao Vale de Rossendale, onde foram tiradas as fotografias. Na mostra, o público é convidado a observar as imagens e tirar suas próprias conclusões. 

Hyatt põe em xeque seu prestígio e sua palavra ao afirmar que as fotografias não foram alteradas de forma alguma. O que o seu zoom capturou, segundo as descrições, é o que realmente flutuava no ar.

As opiniões de quem visita a mostra divergem. Para alguns, as imagens são obras do acaso, para outros à capacidade da mente humana em reconstruir padrões que fazem parte do imaginário coletivo. Há quem apenas aceite a existência de pequenas e belas mulheres aladas que compartilham o mundo de fantasia dos elfos, duendes e sereias, protagonistas de inúmeros contos infantis, como a inesquecível Sininho de Peter Pan. 

De qualquer forma, essas figuras que já aparecem descritas nas mitologias grega e romana, passando pelo folclore do mundo medieval até a atualidade, aparecem, dessa vez, para questionar o observador sobre a ficção, a verdade, os limites da arte e a beleza. Talvez, como disse Hyatt, seja apenas uma questão de “abrir a cabeça". 






. . .

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails