10 de set de 2010

SERIAL KILLER

  • SERIAL KILLER - Jeffrey Dahmer
Jeffrey Lionel Dahmer (21 de Maio 1960 - 28 de Novembro, 1994) foi um serial killer Americano. Dahmer assassinou 17 homens e garotos entre 1978 e 1991, sendo a maioria dos assassinatos ocorridos entre 1989 e 1991. Seus crimes eram particularmente hediondos, envolvendo estupro, necrofilia e canibalismo.

Infância e adolescência
Jeffrey Lionel Dahmer
Dahmer nasceu em Milwaukee, Wisconsin, no dia 21 de maio de 1960, às 15h34m. Filho de Lionel e Joyce Dahmer. Sua família em breve se mudou para Bath, Ohio, aonde estudou na Revere High School. Dahmer dissecava animais mortos e em sua adolescência era alcoólatra e solitário.
Dahmer estudou na Universidade de Michigan, mas largou o curso após dois semestres. O pai de Dahmer então o forçou a entrar no Exército, aonde ele foi forçado a servir por seis anos mas foi dispensado após dois anos, devido ao seu alcoolismo. Quando o Exército dispensou Dahmer em 1981 eles lhe deram uma passagem de avião para qualquer lugar no país. Dahmer disse a polícia que não conseguiria ver seu pai então foi para Miami Beach, Florida porque ele estava "cansado do frio".
Em 1982 Dahmer mudou-se para casa da sua avó, em West Allis, Wisconsin, onde morou durante seis anos. Em Agosto desse ano foi detido por se expor a si mesmo numa feira estatal. Em Setembro de 1986 foi novamente preso por exposição pública (atentado ao pudor), depois de dois rapazes o terem acusado de se masturbar em público. Foi condenado a um ano de prisão, no entanto só cumpriu 10 meses.
No Verão de 1988 a sua avó pediu-lhe que saísse de casa, devido ás suas noitadas e maus cheiros provenientes da cave. Dahmer mudou-se para um apartamento em Milwaukee's West side.
A 25 de Setembro de 1988 foi detido por molestar um rapaz de 13 anos. Foi novamente condenado a um ano, tendo cumprido 10 meses. Dahmer convenceu o juiz que precisava de terapia e foi libertado. Pouco depois começou uma onda de crimes, que só terminaram em 1991.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


  • SERIAL KILLER - Ted Bundy
Theodore Robert Cowell "Ted" Bundy (24 de novembro de 1946 - 24 de janeiro de 1989) foi um dos mais temíveis assassinos em série da história dos Estados Unidos da América durante a década de 1970.
Ted Bundy
Com uma infância perturbada, ele iniciou a sua carreira criminosa assassinando e estuprando as suas vítimas.

Era um homem charmoso, de conversa e palavras convincentes, que lhe ajudariam a seduzir e eliminar mulheres em uma matança desenfreada.
Foi preso e conseguiu fugir, dando continuidade em seus crimes na mesma noite em que escapara.

Há um episódio que foi retratado onde invadiu uma república de moças, onde as matou a sangue frio.

Seu último assassinato foi uma garota de apenas doze anos de idade.
Ted Bundy foi levado a julgamento e condenado à pena de morte. Os jurados demoraram apenas quinze minutos deliberando sobre o veredito.


LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


  • SERIAL KILLER - Charles Manson


Charles Milles Manson (Cincinnati, 12 de novembro de 1934) foi o fundador, mentor intelectual e líder de um grupo que cometeu vários assassinatos, entre eles o da atriz Sharon Tate, esposa do diretor de cinema Roman Polanski.

SUA HISTÓRIA
Charles Manson
Filho de uma prostituta e frequentador assíduo de reformatórios juvenis pelos crimes de falsificação e roubo, Charles Manson acabava de cumprir uma pena de dez anos, em 1964, quando formou uma comunidade estilo hippie em Spahn Ranch, perto de Los Angeles.
Manson tinha idéias grandiosas e os seus seguidores, ou Família Manson como eram conhecidos, jovens homens e mulheres, consideravam-no a reencarnação de Jesus Cristo.
O próprio Manson acreditava nisso e ainda dizia que os Beatles conversavam com ele através de suas canções.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


  • SERIAL KILLER - Richard Ramirez

HISTÓRIA
Nascido no Texas, no último dia de fevereiro de um ano bissexto, era o caçula de 5 irmãos. Era quieto; seus pais, pobres trabalhadores, imigrantes vindos do México.
Richard Ramirez
O pai às vezes batia nos filhos, especialmente porque cometiam pequenos delitos.
Richard tinha medo dele e às vezes ficava fora de casa, ia passear no cemitério, ocasionalmente passava a noite lá.
Mas também é dito que, apesar disto, era uma família relativamente unida, e Ramirez era amado. A mãe era católica e tentava educar os filhos nesta religião.
Ainda criança, começou a ter crises convulsivas, mas que cessaram posteriormente. Por uma época, teve bom desempenho escolar.
Depois, passou a não ir muito à escola - preferia jogar em fliperamas.
Ele foi acusado pela morte de 13 pessoas, 5 tentativas de homicídio, 6 estupros, 3 atos obscenos com crianças, 2 seqüestros, 3 atos de copulação oral forçada, 4 atos de sexo anal forçado com homens, 5 assaltos à mão armada e 14 roubos.


LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


  • SERIAL KILLERS - Myra Hindley e Ian Brady
HISTÓRIA
Ian e Myra trabalhavam juntos numa indústria química em Hyde, Grande Manchester, Inglaterra. Ele, intelectual lendo "Mein Kampf" em alemão.
Myra Hindley e Ian Brady
Juntos, eram obcecados por parafernália nazista, pornografia e sadismo. Começaram a raptar crianças assassiná-las. Molestavam suas vítimas antes de matá-las.
Os investigadores declaram que os dois cometeram crimes tão horríveis que até mesmo os mais antigos investigadores de homicídios ficaram chocados.

Foi em 1960, o lugar era uma cidade chamada Hattersley, Inglaterra ... rodeada por pântanos. Hindley, 23 anos e Brady , 28, moravam no casa da avó dela. Embora não fossem conhecidos por muitos vizinhos nenhum deles poderia imaginar a capacidade desses dois.
A dupla teve um "carinho" especial em assassinar e torturar, gravando os gritos da vítima e também tirando fotos pornográficas que mostram abuso sexual.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES


  • SERIAL KILLER - Aileen Wuornos
Aileen Carol Pittman, conhecida como Aileen Wuornos, (29 de fevereiro de 1957 - 9 de outubro de 2002) nasceu em Rochester, Michigan, Estados Unidos da América, foi uma prostituta considerada, errôneamente, a primeira mulher assassina em série da américa.

SUA HISTÓRIA
Sua infância foi problemática devido em parte a pais adolescentes que estavam a meses separados antes que ela nascesse.
Aileen Wuornos
Em 1960, sua mãe, Diane Pratt, a abandonou junto com o irmão Keith, que foram adotados pelos avós, Lauri e Britta Wournos. Seu pai, tirano e psicopata, foi preso, em 1969, onde se suicidou.
Sua face é marcada de cicatrizes que vêm de comportamentos automutilantes durante a infância. Engravidou do próprio irmão e aos quatorze anos foi internada em um centro para as mães que entregam seus filhos para adoção.
Em 1971, deixou sua casa e começou a exercer a profissão de prostituta, em lugares diversos, e cometendo pequenos delitos. Normalmente utilizava apelidos como: Sandra Kretsch, Lee Blahover, Lori Grody e Cammie Greene.
Em 1974 foi detida por dirigir bêbada e atirando em um carro, seu irmão, Keith, morreu em 1976 de câncer, Aileen herdou então dez mil dólares de seu seguro de vida, que rapidamente gastou em luxos e em um carro novo.
Casou-se em Miami com Lewis Fell, mas o matrimônio durou pouco. Em 1981 foi condenada por roubo no estado da Flórida e cumpriu treze meses de prisão. Outras apreensões ocorreram por uso de cheques sem fundo, roubar uma arma, dirigir sem licença, resistência a autoridade, falsidade de informação, roubo de carro, excesso de velocidade, intimidação, etc.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


  • SERIAL KILLER - Pedro Alonso Lopez
Pedro Alonso López (Santa Isabel, Colômbia, 8 de outubro de 1948) é um assassino confesso (serial killer) da Colômbia, acusado de ter matado mais de 300 pessoas. Os crimes de López começaram a ganhar atenção internacional a partir de uma entrevista conduzida por Ron Laytner, um foto-jornalista de longa carreira que conheceu Lopez em sua cela na Prisão de Ambato em 1980.

HISTÓRIA
O mais mortal serial killer dos arquivos, conhecido como Monstro dos Andes, agiu em quatro países. Nasceu na Colômbia, de mãe prostituta que o expulsou de casa aos 9 anos de idade por ele ter acariciado sua irmã mais nova.
Pedro Alonso Lopez
Para piorar as coisas, foi recolhido por um pedófilo e sodomizado à força. Aos 18 anos, foi espancado na prisão por uma gangue e se vingou matando 4 de seus algozes.
Ao ser solto, começou matando meninas com júbilo e impunidade. Em 1978, já havia assassinado mais de 100 meninas no Peru. Mudou-se para a Colômbia e Equador, onde matava em média de 3 vezes por semana.
Ele gostava mais de matar meninas equatorianas, pois segundo ele, eram mais gentis e confiáveis, mais inocentes. A polícia atribuiu o grande número de desaparecimentos de meninas às atividades de escravização e prostituição na área.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES


  • SERIAL KILLER - Luis Alfredo Garavito Cubillos
Luis Alfredo Garavito Cubillos nasceu na Colômbia em janeiro de 1957. Foi apelidado de "A Besta" pela mídia e considerado o pior serial killer do mundo devido à grande quantidade de vítimas que fez. Segundo sua confissão, em 1999, Luis Alfredo Cubillos estuprou e matou 140 meninos, mas o número real pode passar de 300. Em sua cela na prisão desenhou, na parede, inúmeros esqueletos em mapas, o que pode ter sido uma forma de contabilizar seus próprios crimes.

HISTÓRIA
Luis Alfredo Garavito Cubillos
Como ocorre com muitos maníacos que matam em série, Garavito teve uma infância conturbada.

Seu pai o espancava e dois vizinhos o violentaram várias vezes.
Aos 16 anos, fugiu de casa.

Com 21, virou alcoólatra e pelo menos uma vez tentou suicídio.
Era vendedor ambulante em Pereira, 300 quilômetros a sudoeste de Bogotá, quando foi preso por tentar violentar um menino de 12 anos.
Indagado sobre os motivos que o levaram a matar, Garavito balbuciou um pedido de desculpas.




LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES


  • SERIAL KILLER - Harold Shipman
Um dos maiores serial killers da história era um médico, o inglês Harold Shipman - médico de Manchester. Oficialmente, Shipman matou 215 de seus próprios pacientes. Há suspeitas de que foram muitos mais.

COMO ERA VISTO
Harold Shipman
Sem conseguir compreender suas motivações, a imprensa o classificou de "demônio", "novo doutor Hyde" e até de "Mengele britânico", como o chamou o "Times", que não hesitou em compará-lo com o carrasco de Auschwitz.

Casado e pai de quatro filhos, Shipman era um médico apreciado por seus pacientes.
No ano de sua prisão, 1998, 3.000 nomes constavam no arquivo de seu consultório.

No início da investigação, sua mulher, Primrose Shipman, reiterou que o amava e que acredita sinceramente em sua inocência.
Na falta de motivos, os psiquiatras buscam nas profundidades de sua vida pessoal uma explicação possível para os assassinatos em série.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA COM TODOS SEUS CRIMES (FOTOS E VÍDEOS)


OS 10 MAIORES SERIAL KILLERS DE TODOS OS TEMPOS:

Luis Alfredo Garavito Cubillos nasceu na Colômbia em janeiro de 1957. Foi apelidado de “A Besta” pela mídia e considerado o pior serial killer do mundo devido à grande quantidade de vítimas que fez. Segundo sua confissão, em 1999, Luis Alfredo Cubillos estuprou e matou 140 rapazes, mas o número real pode passar de 300. Em sua cela na prisão desenhou, na parede, inúmeros esqueletos em mapas, o que pode ter sido uma forma de contabilizar seus próprios crimes.

Nascido em 1948, o colombiano da cidade de Santa Isabel foi acusado de ter assassinado mais de 300 garotas. López ficou conhecido como o “Monstro dos Andes” em 1980 quando levou a polícia até 53 de suas vítimas, todas meninas entre 9 e 12 anos. Em 1983, foi condenado por matar 110 garotas no Equador e confessou ter assassinado mais 240 no Peru e na Colômbia.

Médico inglês nascido em 1946, foi o mais prolífico assassino da história da Inglaterra. Shipman foi condenado no ano de 2000 por ter assassinado 15 pacientes com injeções letais de heroína, mas uma investigação judicial o responsabiliza por pelo menos 215 mortes. Em 2004, o médico foi encontrado enforcado em sua cela.
  • 4 - SERIAL KILLER - Javed Iqbal - mais de 100 vítimas

O paquistanês Javed Iqbal, nascido em 1956, escreveu uma carta para a polícia em dezembro de 1999, na qual confessou o assassinato de 100 garotos com idade entre 6 e 16 anos. Nesta carta, ele afirmava ter estrangulado e esquartejado suas vítimas e desintegrado seus corpos com ácido hidroclorídrico.
Em março de 2000 ele foi condenado à morte. O que chama a atenção é o ineditismo da sentença: o juiz determinou que fosse da mesma forma cruel com que matou suas vítimas. Ele será estrangulado 100 vezes, retalhado em 100 pedaços e dissolvido em ácido. Tudo isso em Minar-e-Pakistan, a principal praça da cidade paquistanesa de Lahore, diante dos pais das crianças assassinadas. Por garantia, caso a pena seja revertida no futuro, o juiz ainda o condenou a 700 anos de prisão. Engenheiro químico, Iqbal está preso desde dezembro de 1999, quando a polícia encontrou as roupas das 100 vítimas, além de fotografias e anotações detalhadas das mortes. Ele ainda pode recorrer da sentença. No julgamento, negou ter enviado a carta: Havia sido tudo um engano.
  • 5 - SERIAL KILLER - Pedrinho Matador - mais de 100 vítimas

O brasileiro Pedro Rodrigues Filho, nascido em 1954 e conhecido como Pedrinho Matador, foi condenado em 2003 a 128 anos de prisão pelo assassinato de 70 pessoas. Dentro das penitenciárias pelas quais passou, chegou a matar cerca de 40 presidiários, mas ainda não respondeu por todos os crimes. Entre suas vítimas está seu próprio pai.

O americano Theodore Robert Bundy, nascido em 1946, foi considerado um dos mais terríveis assassinos da década de 70 nos Estados Unidos, por ter estuprado, estrangulado e assassinado inúmeras jovens mulheres entre os anos de 1974 e 1978. Foi preso, mas conseguiu escapar logo em seguida, dando continuidade aos seus crimes. Apesar das autoridades estipularem mais de 100 assassinatos, Ted Bundy confessou apenas 30 delitos, sendo condenado à pena de morte em 1989.
  • 7 - SERIAL KILLER - Carl Eugene “Coral” Watts - entre 80 e 100 vítimas

Cometendo seu primeiro assassinato aos 20 anos de idade, Coral Eugene Watts, nascido em 1953 nos EUA, seqüestrava suas vítimas em suas residências, torturando e matando em seguida. As vítimas eram, em sua maioria, mulheres entre 14 e 34 anos. Em 1982 confessou, detalhadamente, o assassinato de 12 mulheres e foi condenado à prisão perpétua no estado do Texas, EUA. O serial killer morreu em 2007 de câncer de próstata enquanto cumpria sua sentença.
  • 8 - SERIAL KILLER - Gary Ridgway - 71 vítimas

Nascido em 1949, Gary Leon Ridgway, ficou conhecido como “Green River Killer”. Em 2001, o americano foi preso ao sair da fábrica onde trabalhava em Washington, acusado de ter matado quatro mulheres, mas acabou sendo condenado à prisão perpétua após confessar o assassinato de 48 pessoas. Dois anos após sua sentença, admitiu ter estuprado e matado 71 vítimas. Ridgway cumpre sua pena no “Washington State Penitentiary” em Walla Walla, Washington.
  • 9 - SERIAL KILLER - Randy Steven Kraft - entre 67 e 100 vítimas

O americano Randy Kraft, nascido em 1945, foi condenado à pena de morte em novembro de 1989 pela morte de 16 pessoas entre os anos de 1971 e 1983, apesar das autoridades suspeitarem de mais 67 crimes. Suas vítimas eram, em sua maioria, jovens homens e meninos, que ele costumava alcoolizar ou drogar, estuprar e depois executar. O assassino está atualmente aguardando a sentença no corredor da morte no presídio San Quentin State Prison, em São Francisco (EUA).
  • 10 - SERIAL KILLER - Yang Xinhai - 65 vítimas

Considerado um dos mais terríveis assassinos da China, Yang Xinhai, nascido em 1968, confessou a morte de 65 pessoas entre 1999 e 2003, na região central da China. O assassino, que tinha o costume de escrever histórias sobre crimes bárbaros, invadia a casa de suas vítimas, matando todos os moradores e estuprando as mulheres. Em 2003 foi preso no norte da China e, condenado à pena de morte, foi executado em fevereiro de 2004.

8 comentários:

Nilson disse...

bela cobertura, fico feliz qdo encontro blog assim, com conteúdo, parabéns pelo post

Hélio Jr disse...

Demorei mais de uma hora mais li tudo, bom trabalho. Poupa a gente de ficar procurando na net sobre todos eles.

Anônimo disse...

Esses tipos tem um cemitério na própria consciência,isso é terrível!!!

Duff disse...

consciencia????esses kra nem sabem u q eh isso,eles saum verdadeiros demonios guiados apenas por desejos perversos e proibidos.
aterrorizante,mais interessante tbm.....pensar q uma pessoas em vez de agir da maneira q todos nos agimos resolve fzer essas coisas....

Anônimo disse...

Nao da para chamar essas pessoas de ser humanos,rezamos para nos nunca encontrar pessoas iguais a eles.

Anônimo disse...

O maior de todos eles ainda faltou, é Adolf Hitler, cerca de um milhão de pessoas mortas.

Anônimo disse...

pedrinho matador só mata bandido

Anônimo disse...

CHARLES MANSON NAO É SERIAL KILLER E SIM SPREE KILLER SEUS LEIGOS

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails