10 de dez de 2014

Artista belga escandaliza ao pintar usando pincel com pelos púbicos e essência de vagina para compor suas obras

  • O artista belga Peter de Cupere, criou uma obra artística peculiar, a partir de ingredientes pouco convencionais.

A tinta utilizada para pintar o quadro, foi extraída essência de vagina colhida de várias mulheres, de etnias diversas, que toparam fazer parte do projeto. As cerdas de seu pincel são constituídas de pelos púbicos, retirados um a um das partes íntimas, e agrupados para formar um “chumaço”.

Inspirado na obra “A Origem do Mundo”, feita em 1866 por Gustave Coubert, ele quis provar que há um tabu muito grande na sociedade.

A obra de Coubert, que retrata uma vagina de forma realista, foi censurada inúmeras vezes ao longo da história, sempre causando polêmicas e discussões sobre o tema. Cupere provou que a sociedade pouco mudou suas opiniões sobre esse tabu.


A Origem do Mundo
O trabalho de Peter vai além, pois sempre procura trabalhar com o olfato, interagindo de forma diferente com o público. Assim como sua última - e polêmica - obra, chamada “The Deflowering”, que era uma estátua em formato vaginal, a recente pintura que exala o odor natural do órgão genital feminino. “Não há nada tão criativo quanto começar um quadro em branco e pincelar seus desejos com cheiro de vagina”, descreveu o artista.

A obra foi exposta na exposição “The Sense of Smell”, no museu Moti localizado em Breda, na Holanda.






Fonte








. . .

2 comentários:

Anônimo disse...

Não sei quem é mais porco... se é ele ou as relaxadas que deixam os pêlos ficarem daquele tamanho.
Mulher tem que se depilar, senão é porca.

Anônimo disse...

Se pintar um bacalhau em 3D, automaticamente a pintura vira 4D ultra realista

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails