6 de dez de 2016

Mulher acorda no meio do próprio funeral, tem ataque cardíaco e morre de novo

Há coisas nesta vida que devem ser feitas com precisão, e isso inclui declarar alguém morto. Definitivamente não é suficiente que alguém esteja presumidamente morto. 

Quando alguém morre, um exame completo deve ser conduzido por profissionais médicos competentes. Caso contrário, uma situação já trágica se transformará em um show de horror absoluto. Foi o que aconteceu com uma mulher russa de 49 anos chamada Fagilyu Mukhametzyanov, em 2011. Apesar do fato de que a história aconteceu há cinco anos, tornou-se tão popular que recentemente pessoas de todo o mundo voltaram a falar dela.

A tragédia começou quando Fagilyu se queixou a seu marido, Fagili, de 51 anos, que estava com fortes dores no peito. Ele imediatamente levou a esposa a um médico perto de sua casa na cidade de Kazan, na Rússia. Infelizmente, quando chegaram ao consultório, a mulher tinha perdido a consciência.



O médico disse que Fagilyu provavelmente tinha sofrido um ataque cardíaco e então a declarou morta. O aflito Fagili decidiu não embalsamar a esposa e logo preparou um velório. No outro dia quando o corpo estava sendo velado dentro de um caixão, Fagili e parentes davam o último adeus antes do corpo ser levado para o o cemitério, quando de repente Fagilyu acordou. Foi uma correria só... a parentada toda gritando. 

Fagilyu sentou-se no caixão e viu as pessoas chorando, gritando e assustadas, rezando por sua alma. Foi quando enfim que percebeu que estava dentro de um caixão e prestes a ser enterrada viva. Gritou horrorizada, teve um piripaque e a família gritou em uníssono.

Recuperado do susto, o marido correu com a esposa para o hospital:

- "Seus olhos brilhavam e nós imediatamente a levamos de volta ao hospital, mas ela só aguentou 12 minutos, o ar lhe faltava...", lembrou o pobre Fagili.

Corpo de Fagilyu envolto em um tapete depois que ela morreu de novo.
Os médicos confirmaram mais tarde que o choque de acordar em seu próprio funeral provavelmente causou um ataque cardíaco fulminante em Fagilyu. Desta vez, ela não estava apenas presumidamente morta, mas realmente havia falecido.

O sofrimento de Fagili foi duplicado. Ele ficou furioso e reportagens da época disseram que ele estava querendo matar o médico que havia declarado erroneamente a morte de Fagilyu, mas um advogado teria proposto que ele o processasse. No entanto, nenhuma atualização foi publicada sobre essa insólita história.




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails