3 de ago de 2011

Mitos e Verdades sobre animais no cinema

  • Descubra o que é verdade ou mito

Dos espertalhões aos mais burrinhos, personagens de animais costumam conquistar o público de todas as idades no cinema e na televisão. Retratados com traços bem marcantes em suas personalidades, os bichos vivem estereótipos que já estão no imaginário das pessoas.

Mas será que esses comportamentos das telas correspondem à realidade do mundo animal? 

Saiba o que é ficção e o que é real sobre dez personagens famosos das telas, como o Ursinho Pooh, Bob Esponja e os macacos do filme Rio.

  • 1 - Macacos podem roubar objetos das pessoas como no filme Rio?

Ao chegar em safáris do continente africano, os visitantes logo recebem instruções claras para que cuidem dos seus objetos pessoais, pois os babuínos costumam roubar as pessoas. Quem conta essa história é o coordenador do laboratório de Mastozoologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Diego Astúa, confirmando que é possível testemunhar na vida real as cenas do filme Rio (2011), nas quais os macacos surrupiam pertences dos turistas.

No entanto, o professor alerta que não são todos que fazem isso. ``De um modo geral, macacos são ariscos e, como a maior parte dos animais, prefere fugir quando tem contato com humanos. Mas macacos que estão acostumados à presença de pessoas podem não só perder o medo, como também se tornar mais atrevidos´´, diz.

  • 2 - Ursos gostam de mel, como o Ursinho Pooh e o Zé Colmeia?

Apesar de serem classificados como carnívoros, os ursos também podem se alimentar de mel como o Zé Colmeia e o Ursinho Pooh, personagens famosos da telinha que foram parar recentemente nos cinemas: Zé Colmeia - O Filme e O Ursinho Pooh (2011).

O biólogo Diego Astúa, do departamento de Zoologia da UFPE diz que nem todos os ursos comem somente carne. 

``Os ursos polares se alimentam exclusivamente de carne. Já os marrons, por exemplo, também comem material vegetal. 

Então, depende da espécie, mas uma parte considerável de ursos adoram mel´´, diz, destacando que muitos chegam a subir em árvores atrás de colmeias.

  • 3 - Esponjas se alimentam de siri, como o Bob Esponja?

Da mesma forma que só em ficção uma esponja pode vestir calças, só em desenho animado poderia se alimentar de um siri! O personagem Bob Esponja - também chamado de Calça Quadrada - adora comer sanduíche de siri na Lancheria do Siri Cascudo. 

Porém, na vida marinha, as esponjas se alimentam somente de matéria orgânica em suspensão na água.

O professor de Zoologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp) Carlos Alberts explica que os poríferos - filo ao qual pertencem as esponjas - são filtradores, então a água penetra em seus corpos por meio dos poros e suas células capturam partículas alimentares presentes na água. 

``Um siri pode estar morto em decomposição ao lado da esponja que ela não vai ter como se alimentar dele´´, diz.

  • 4 - Coiotes caçam papa-léguas? E estes são tão rápidos como os do desenho animado?

É com extrema velocidade que o Papa-léguas foge do Coiote no clássico da Warner Bros. De acordo com Diego Astúa, do departamento de Mastozoologia da UFPE, a famosa cena de animação pode ser vista ao vivo na América do Norte, mais especificamente nos desertos do sudoeste americano.

O biólogo explica que os dois animais são típicos dessa área, e que os coiotes podem se alimentar de papa-léguas, que são aves com uma estatura menor do que a mostrada no desenho em relação ao coiote. 

Além disso, ele afirma que essas aves podem ser consideradas velozes para seu tamanho e peso. 

``Elas podem correr até 32 km/h, o que não é nada mal para um bicho que pesa em torno de 500g´´, diz.

  • 5 - Esquilos são ágeis como o do filme Os Sem Floresta?

O professor da UFPE Diego Astúa afirma que o esquilo Hammy do filme Os Sem Floresta (2006) foi inspirado no comportamento real desses roedores. 

``Os esquilos são mamíferos extremamente agitados e inquietos. 

Eles se mexem rapidamente o tempo todo e fogem rápido de qualquer coisa que os assusta´´, diz.

O especialista ainda explica que eles têm o costume de escalar árvores com muita velocidade e pular de galho em galho, e que por isso são comumente chamados de 'serelepes'.



  • 6 - Diabos da Tasmânia são assustadores como o Taz, personagem do Looney Tunes?

Segundo o professor Diego Astúa, sim. 

O biólogo explica que os diabos da Tasmânia têm a mordida mais forte entre todos os mamíferos, proporcionalmente ao seu tamanho, que varia de 6 a 8kg. 

Além disso, eles são predadores carnívoros.

Porém, o especialista afirma que, apesar de normalmente terem comportamento agressivo, alguns exemplares podem ser mansos. 

``Muitas vezes, eles se alimentam de carniça, que são animais já mortos´´, diz.



  • 7 - Pinguins são espertos como os do filme Madagascar?

Mirabolantes e cheio de planos, assim são os pinguins do filme Madagascar (2005), que conseguiram bolar um plano para fugir do zoológico do Central Park. Segundo Carlos Alberts, professor de Zoologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp), os pinguins têm uma inteligência considerável, mas não são tão espertos quanto seus colegas da classe aves, os papagaios e as gralhas. `As aves, no geral, são animais muito inteligentes, e os pinguins não fogem disso´, afirma o professor, que destaca capacidades importantes como a de navegação e interações animais.

`Todo ano, os pinguins se encontram no mesmo local para reprodução, que normalmente é na mesma região que eles nasceram, e se reproduzem com o mesmo parceiro, mesmo depois de estarem a tempos separados´. Além disso, esses animais aquáticos conseguem fugir de predadores como orcas e focas. Mas quando o assunto é 'bolar planos', saem na frente as gralhas, que, de acordo com o professor, têm capacidade de planejar o que vão fazer.
  • 8 - Um peixe pode sofrer perda de memória recente, como a Dory do Procurando Nemo?

No filme Procurando Nemo (2003), a peixe Dory tenta ajudar Marlin a encontrar seu filho, o protagonista Nemo. A personagem carismática da espécie Paracanthurus hepatus - conhecida também como ``blue tang´´ ou ``cirurgião-patela´´ - sofre de uma séria perda de memória recente, o que a torna ainda mais engraçada.

O professor de Zoologia da Unesp Carlos Alberts explica que a memória é diferente nos diversos seres vivos, e que o problema de Dory é típico dos seres humanos. ``Dificilmente este fenômeno aconteceria com um peixe, pois eles não precisam da aquisição da memória como os homens´´, diz.

O especialista afirma que o comportamento desses animais aquáticos é baseado na intuição. ``Ele não precisa lembrar de uma experiência ruim para saber que o tubarão é uma ameaça, por exemplo, isso é intuitivo´´, afirma. Alberts destaca que isso não significa que os peixes não possuam memória, mas sim que eles não precisam dela para saber como se comportar.

  • 9 - Galinhas são tão burras quanto mostra o filme A Fuga das Galinhas?

No filme A Fuga das Galinhas (2000), Rocky, um ambicioso galo, chega ao galinheiro na fazenda da família Tweedy e promete ensinar as galinhas a voar. Contudo, elas são muito distraídas e atrapalhadas para isso. O professor de Zoologia da Unesp Carlos Alberts afirma que as galinhas não são tão estúpidas como o filme sugere.

``Elas parecem muito limitadas porque as comparamos com animais muito inteligentes, como os cães e gatos´´, diz. Ele destaca que essas aves possuem alguns comportamentos bem elaborados. ``Elas têm uma hierarquia dentro do galinheiro, por exemplo. Elas sabem quem são as chefes e as subordinadas. As mandantes têm alguns privilégios, como comer antes das outras´´, conta.

Alberts afirma que as galinhas só ficam atrapalhadas em momentos de pânico, quando sofrem ataque de um predador, por exemplo. ``Elas correm para todos os lados, não sabem como agir com o perigo iminente´´, diz. Nesses momentos, outros animais podem se aproveitar do desespero das galinhas para roubar os ovos do galinheiro, por exemplo.

  • 10 - Os gafanhotos podem escravizar as formigas como em Vida de Inseto?

Em Vida de Inseto (1998), as formigas são manipuladas pelos gafanhotos, que todos os anos exigem das coitadas uma quantia de comida. Se as formigas não cumprirem essa exigência, os gafanhotos ameaçam atacar o formigueiro.

De acordo com o professor da Unesp Carlos Alberts, isso só acontece no cinema, pois, na natureza, além de os gafanhotos não terem a capacidade de escravizar outros animais, são as formigas que possuem essa característica. 

``As formigas podem escravizar outras formigas da mesma ou de outra espécie, por meio de uma substância liberada que se chama feromônio. Elas liberam essa substância no solo e as outras formigas as seguem´´, explica.



. . . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails