17 de jul de 2013

Ex-ministro chinês condenado à morte por corrupção

  • Justiça chinesa considera que o ex-governante infligiu "perdas colossais" ao patrimônio público, violando os direitos e interesses do Estado e da população.

Um sonho que essa realidade fosse no Brasil. Se isso acontecesse aqui, o congresso seria um lugar bem melhor.

O Tribunal Distrital de Beijing condenou à morte o ex-ministro chinês das Ferrovias, Liu Zhijun, com pena suspensa por dois anos, por corrupção e abuso de poder.

Segundo o juiz, ficou provado que durante 25 anos, entre 1986 e 2011, o governante chinês recebeu subornos no valor de 8,2 milhões de euros e ajudou 11 pessoas a conseguirem lucrativos contratos e promoções.

"Liu Zhijun infligiu perdas colossais ao patrimônio público e violou os direitos e interesses do Estado e do povo. O tribunal retira o seu direito à vida e confisca todas as suas propriedades ", afirmou o juiz, durante a leitura da sentença, altura em que o ex-ministro se desfez em lágrimas.


A pena será comutada em prisão, devendo o ex-governante ficar pelo menos 10 anos detido, de acordo com a BBC. Liu Zhijun tem 60 anos.

Segundo o "The Beijing Times", todos os bens pessoais de Liu Zhijun, que incluem 16 carros e mais de 350 apartamentos, serão confiscados.  

Liu Zhijun dirigiu o processo da modernização do sector, que inclui a construção de mais de 16.000 mil quilômetros de linha de alta velocidade ferroviária até 2020.

Em 2011, o governante foi também acusado de negligência, após o acidente de comboio na cidade de Wenzhou, que causou 40 mortos e centenas de feridos.






. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails