12 de abr de 2016

Deu o filho em adoção há 30 anos, agora se conheceram e querem se casar

Uma nota em o diário The New Day do Reino Unido despertou uma tremenda polêmica. Kim West de 51 anos deu seu filho em adoção faz mais de 30 anos nos Estados Unidos, em 2014, o jovem buscou fazer contato com seus pais biológicos e a conheceu. Apaixonaram-se e agora planejam ter bebês juntos. Apesar da crítica e da reprovação dos familiares eles dizem que não é incesto.

Faz algumas décadas, Kim estudava na Califórnia, e quando tinha 19 anos ficou grávida. Imediatamente após dar a luz deu a crinaça em adoção e voltou à Inglaterra, de onde é originaria. Ademais, a mulher conta que de volta a seu país nunca conseguiu ter uma relação amorosa.

Isso foi até dezembro de 2013 quando recebeu um e-mail de seu filho Ben Ford, de 32 anos, que queria localizar seus pais biológicos. Eles se encontraram em 2014 e se deram conta de que sentiam atração sexual um pelo outro.

Seu primeiro beijo aconteceu em um hotel bebendo uma garrafa de champagne. Três dias depois do primeiro encontro amoroso, Ben disse a sua esposa que já não a amava e que iria embora de casa:

Agora, dois anos depois, mãe e filho mantém uma relação amorosa e vivem em Michigan. Eles dizem que o "sexo é incrível". Ademais asseguram que não é incesto, senão que descrevem como "Atração Sexual Genética" e que vão se casar e se tudo der certo tentarão ter filhos.


- "Sei que as pessoas dirão que somos asquerosos, que deveríamos ser capazes de controlar nossos sentimentos, mas quando a gente se apaixona profundamente fica disposto a renunciar a tudo por isso", diz a mulher. - "Esta é uma oportunidade única na vida e é algo que Ben e eu não estamos dispostos a deixar".

No entanto, eles sabem que têm muitos fatores contra este relacionamento. Por suposto, os vizinhos acham totalmente inaceitável sua relação, e ademais o incesto é ilegal em Michigan. Mas ainda não está claro se eles podem ser julgados por esta ação, mas o casal diz que iria embora se enfrentassem algum problema legal. 

A Atração Sexual Genética é um termo que descreve o fenômeno de atração sexual entre pessoas geneticamente próximas como irmãos, primos de primeiro e segundo grau. Ainda que não tenham realizados muitos estudos devido a raridade do fato, alguns psicólogos dizem que membros de uma mesma família que cresceram separados poderiam se sentir atraídos ao se encontrar na idade adulta.




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails