10 de fev de 2011

O Hermafrodita

  • Entenda todos os seus aspectos

Um tema que sempre intrigou as pessoas é hermafroditas. Já vi gente instruída procurar a palavra na letra “E”. Nada disso. É hermafrodita, mistura de Hermes com Afrodite. Conta a lenda que o filho dos dois se uniu a uma ninfa, dando origem a um ser que era tanto homem quanto mulher.
Existem alguns animais que são hermafroditas por natureza. Parece-me que esse é o caso das minhocas – assim, se você não consegue distinguir uma minhoca fêmea de uma macho, não se preocupe: elas também não conseguem.
Certas crenças pregam que o ser humano, no início dos tempos, era uma mistura dos dois sexos, sendo um semi-deus, já que trazia em si a unidade. Já pensaram? Um indívíduo capaz de achar a chave do carro dentro de casa e, ao mesmo tempo capaz se andar pela cidade sem se perder? Seria invencível! Os deuses, preocupados, resolveram separá-lo em dois: homem e mulher (Os homens ganharam o pátrio poder, mas as mulheres, em compensação, ficaram com o orgasmo múltiplo).
Até há pouco tempo, muitos estudiosos rechaçavam a idéia de que um ser humano pudesse ter dois sexos. Atualmente parece consenso que os hermafroditas realmente existem, mas eles perderam muito da áurea divina que tinham no princípio.
Nos dias atuais não deve ser muito fácil ser hermafrodita. Já imaginaram o medo de tirar a roupa na frente de outras pessoas? Eles também não devem ir para a cama com qualquer pessoa. Aliás, eles devem ir para a cama com pouquíssimas pessoas. Casos de preconceito devem existir aos montes.

  • Vamos entender melhor:


O hermafrodita é o indivíduo que nasce com um defeito genético em que os órgãos genitais não são evidentemente masculinos ou femininos. Em geral possuem tando tecido ovariano, que é feminino, como testicular, que é masculino.

O hermafroditismo no menino muitas vezes é descoberto na adolescência porque embora tenham nascido com os genitais externos tendencialmente masculinos, durante a puberdade apresentam menstruação e desenvolvimento das mamas.

Existem duas classificações para este tipo de alteração genética, chama hermafroditismo, uma é o hermafroditismo verdadeiro que é um distúrbio raro em que a criança nasce com ambos os órgãos sexuais femininos e masculinos internos e externos bem formados. Já o pseudo-hermafroditismo distúrbio mais comum entre os hermafroditas, trata-se de um estado intersexual onde aparelho reprodutor possui é ambiguo causando grande transtorno na produção hormonal.

No caso do pseudo-hermafrodita feminino a criança possui o tecido ovariano interno ou ambos, mas o órgão genital tem características de pênis. No caso em que o aparelho reprodutor interno é testicular, ou ambos, o órgão genital tem uma forma indeterminada com traços de vagina.

  • Tratamento para hermafrodita

Para que não haja problemas com a definição da identidade sexual ou mesmo por causa da formação de vínculo afetivo entre os pais e a criança que apresenta o hermafroditismo, é importante efetuar rapidamente a identificação correta do sexo da criança.

A cirurgia de correção da genitália ambígua pode ser realizada mais tarde, geralmente próximo da puberdade.

  • Pseudo-hemafroditismo

O pseudo-hemafroditismo ou genitália ambígua, é um estado intersexual no qual a criança nasce com órgãos genitais que não são evidentemente masculinos ou femininos.

Uma mulher pseudo-hermafrodita é uma mulher geneticamente normal que nasce com órgãos genitais que se assemelham a um pequeno pênis, mas possui órgãos reprodutivos internos femininos. Já um homem pseudo-hermafrodita é um homem geneticamente normal que nasce sem pênis ou com um pênis muito pequeno.

No caso do pseudo-hermafroditismo masculino o que ocorre é a incapacidade do seu corpo produzir hormônios masculinos em quantidade suficiente ou mesmo ser resistente aos hormônios que ele próprio produz, o que se chama síndrome da resistência aos androgênios.

O pseudo-hermafroditismo feminino pode ser causado pela exposição a concentrações elevadas de hormônios masculinos antes do nascimento como no caso de mães medicadas com progesterona para evitar um aborto espontâneo ou mesmo ser portadora de um tumor produtor de hormônios masculinos.

. . .

Um comentário:

Carlo Cachorro disse...

Nossa, parabéns pela matéria, muito boa, engraçada e informativa, de ótima leitura.
Achei muito boa a parte em que vc diz: "Um indívíduo capaz de achar a chave do carro dentro de casa e, ao mesmo tempo capaz se andar pela cidade sem se perder? Seria invencível! "
Estou fazendo uma pesquisa sobre hormafroditas e toda hora acho uma novidade, realmente o misticismo e toda a núvem "mágica" gira em torno do assunto, chega a ser mais interessante ainda.
Depois olhe em meu site.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails