21 de abr de 2014

Conheça os g0ys, homens que se pegam, mas não se consideram gays

  • OI? NÃO ENTENDI, ISSO ME PARECE UMA FUGA DA SUA PRÓPRIA REALIDADE = SEXUALIDADE


Falar da sexualidade humana é percorrer um labirinto com dezenas de possibilidades, que normalmente acabam no preconceito. Quando não entendemos algo, temos o hábito de apontar e criticar. Outro mal da nossa raça.

Há algum tempo, surgiu nos Estados Unidos uma nova proposta sexual, que revelou um comportamento diferente e que reflete os tempos modernos: os “g0y” ou “g-y”. A escrita é estranha, porque no lugar do “a” tem um “zero”, mas é assim mesmo. Eu não sei como se pronuncia isso, diga-se.

Bom, esse é um grupo de homens não afeminados, que gostam de estar com outros homens, mas sem sexo com penetração, que cultua o machismo e o conservadorismo.

Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde já usa um termo semelhante em suas campanhas de DST’s, para designar garotos de programa, por exemplo. Chamamos de “HSH” (Homens que fazem Sexo com Homens). A diferença entre esses dois grupos é gigante. Michês fazem isso por dinheiro. Os g0ys vivem isso como verdade.

Pra você ter uma ideia de como o negócio está avançado, existe até um estatuto, com regras pra se tornar um membro, que foram publicadas no site deles. São essas:


1- G0ys não namoram nem casam com outros g0ys, têm no máximo uma amizade íntima. Casam-se com mulheres.
2- G0ys são a salvação do “homem de verdade” e, por isso, não permitem qualquer associação com imagens e clichês do mundo gay.
3- G0ys criam clubes de relacionamento onde só é permitida a entrada de outros g0ys.
4- G0ys não devem se envolver com o universo gay.
5- Goys são machistas.

Ta chocado? Eu to. Isso me parece mais homens querendo fugir de sua verdadeira sexualidade. Eles tem um estatuto pra lá de preconceituoso e machista. Isso me cheirou a gays que são homofóbicos e que acharam uma maneira de se divertir e não ferir seu lado machista.

Ta, estou tentando descrever o que senti, mas ta difícil, enfim que sejam felizes assim...

Quantos país de família não viveram assim até hoje? A diferença é que agora eles estão organizados e são reconhecidos.

Os g0ys são associados à geração Y, da internet, descolados, super antenados e se dividem em dois grupos: os hétero g0ys e os gay g0ys. Existem relatos de que o sexo oral é tolerável, bem como a fricção do pênis e o contato dos corpos. Ambos fazem pegação e masturbação com outros caras, mas não praticam sexo anal com penetração, por considerarem o ato degradante.

A negação do estereótipo feminino que muitos gays têm, e, principalmente, a falta de penetração, justifica o “zero” no nome. Esse movimento já é uma realidade, não para de crescer entre héteros e gays que querem “prezar” a liberdade e preservação da masculinidade.

Dá uma olhada nesse vídeo, que mostra esses caras "curtindo" a vida numa boa...





. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails