24 de jul de 2014

Cadela anda 4 quilômetros todas as noites só para alimentar seus amigos

Essa reportagem foi mostrava num canal TV Brasileiro e todos merecem conhecer a história dessa sensacional cachorra

Os cães são criaturas incríveis e a vira-lata Lilica é um exemplo perfeito disso. Ela vive em um ferro-velho, anda com um grupo heterogêneo e garante que seus amigos nunca passem fome. 

Todas as noites, Lilica anda quatro quilômetros no escuro, enfrentando o tráfego da hora do rush, só para levar comida para os outros animais de sua "família": um cão, um gato, algumas galinhas e uma mula.

Lilica foi abandonada em um ferro-velho em São Carlos, quando era apenas um filhote. Neile, a dona do ferro-velho, adotou a cadelinha e cuidou dela. Conforme crescia, tornou-se amiga de todos os outros animais no ferro-velho. Parece que eles oferecem calor, companheirismo e solidariedade uns aos outros.


Três anos atrás, Lilica ficou prenha e teve oito filhotes. Suas responsabilidades cresceram e ela sabia que tinha que encontrar uma maneira de fornecer alimento para seus filhotes. Foi quando ela começou a sair à noite, caminhando por quilômetros, em busca de restos. Durante uma de suas viagens noturnas, Lilica teve sorte o suficiente para conhecer a Dona Lúcia, que teve pena dela.

Dona Lucia, uma professora, diz que notou Lilica perambulando pelas ruas e percebeu que a pobre cadela revirava o lixo à procura de comida. Foi então que ela ofereceu um pouco de comida."

- "Um dia, ela parou de comer, pegou o saco de comida aberta e fugiu com ele. E a comida foi caindo do saco ao longo do caminho. Então, no dia seguinte, quando ela terminou de comer eu amarrei o saco e ela pegou. A partir daí, é assim que fazemos. Eu amarro o saco e ela carrega", diz a mulher.

Um dia, Dona Lucia seguiu Lilica, e descobriu por que ela pegava a sacola todas as noites. Ela estava carregando a comida de volta para o ferro-velho.

- "No começo, ela trouxe comida para seus filhotes, mas com o tempo ela começou a trazer comida para os outros animais aqui no ferro-velho também", disse Neile.

Os filhotes foram adotados, mas Lilica não parou. Nos últimos três anos, todas as noites ela vai até o outro lado da cidade na casa de Dona Lúcia, que segue sua rotina diária: ela sai de casa precisamente as 21:00 e aguarda Lilica em um terreno baldio nas proximidades. O cão chega rapidamente come e recolhe o restante para seus amigos.

Dona Lúcia nem viaja ou fica muito tempo fora de casa porque sabe que Lilica confia nela:

- "...é um compromisso que eu tenho com ela, e um compromisso que ela tem comigo também porque ela vem todos os dias."

A última observação de Neile nos brinda uma bela reflexão ao lembrar que os humanos dificilmente dividimos as coisas com os outros:

- "Mas um animal dividir com outros (e de outras espécies) é uma lição para todos nós."



Fonte http://www.mdig.com.br/





. . .

Um comentário:

Letícia disse...

É, sem duvidas, um exemplo... =]

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails