19 de jul de 2011

Triscaidecafobia - Medo do 13

  • Medo irracional e incomum do número 13

Dentre as muitas manias e superstições, talvez a mais comum seja a crença de que o número 13 é uma espécie de emissário do infortúnio e do mal. Algumas pessoas chegam a se convencer tanto disso que desenvolvem uma verdadeira aversão a este número. A definição médica deste problema é Triscaidecafobia, e significa pavor ao número 13.

Segundo alguns historiadores, esta nefasta fama do 13 teve sua origem no principio do século XIV, quando o rei francês Felipe IV e o papa Clemente V, muito preocupados pelo enorme poder alcançado pelos templários, se unem para urdir um plano para acabar com a ordem do templo. 

O plano é levado a cabo em outubro de 1307, quando os principais membros da ordem são capturados de surpresa em diversas cidades, acabando, de repente, com a organização que haviam desenvolvido desde as Cruzadas. Apenas alguns monges logram escapar e, desde então, aquele fatídico dia é tido como maldito entre seus descendentes, seguidores e o povo em geral. Aquilo aconteceu numa sexta feira dia 13.


Esta associação do número 13 com o azar está presente em nossa cultura e tradição e o automobilismo não esta isento dela, sendo o 13 um número praticamente proscrito das pistas.

Outros fatos que podem ter contrinuido para esse medo coletivo:

Jesus Cristo provavelmente foi morto numa sexta-feira treze.

Segundo outra história, a deusa do amor e da beleza era Friga (que deu origem a frigadag, sexta-feira). Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, Friga foi transformada em bruxa. Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demônio. Os 13 ficavam rogando pragas aos humanos.

Seja qual for a origem, o fato é que é dominante um temor, de várias populações do mundo, pairando sobre a coitada da sexta-feira-treze.

Particularmente não tenho nenhuma aversão ao número, pelo contrário, gosto dele.


. . . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails