18 de abr de 2012

O herói que criou uma selva

  • Uma história extraordinária que deveria constar no currículo de todas as escolas

Esse é um daqueles exemplos que nos faz ter esperanças na humanidade novamente. 

A história desse cara é impressionante e deveria ser divulgada ao maior de número de gente conhecida para ver se sua semente dar frutos em outros lugares.

O caso é que em 1979 uma inundação obrigou uma grande quantidade de animais e sobretudo cobras a refugiar-se em zonas altas que, posteriormente, ficaram presas em um grande banco de areia, quando as águas finalmente baixaram. O jovem Jadav Payeng, que tinha então 16 anos encontrou dezenas de ofídios mortos.

As cobras, que sobreviveram à água, morreram pelo calor ao necessitar de uma sombra para proteger-se. A sensibilidade deste homem levou-o a sentar-se e chorar pelos animais mortos. Jadav dirigiu-se então às autoridades para tentar que criassem um plano de reflorestamento do local. 


Disseram que não, assegurando que nenhuma árvore cresceria naquele local, seria pura perda de tempo tentar plantar algo ali. Ninguém queria saber de nada, ninguém queria ajudar.

Jadav arregaçou as magas e, em 1979, começou a semear e transplantar árvores de espécies nativas em uma região arenosa e estéril situada nas margens do rio Brahmaputra. 

Fez desta tarefa o objetivo de sua vida. Sua intuição e conhecimento da vida natural permitiu com que recriasse passo a passo um novo ecossistema natural.

Seu perfeccionismo era tanto que ficava todo mordido de formigas vermelhas que transportava de um lado a outro para reforçar o equilíbrio ecológico do solo. 

Demorou, mas com o tempo a região arenosa cedeu e transformou-se em um ecossistema em pleno desenvolvimento no qual começaram a chegar animais ameaçados de extinção da região.

Jadav transformou, sem a ajuda de ninguém, uma superfície de quase 600 hectares, que hoje em dia é um refúgio para aves, cervos, rinocerontes, tigres de Bengala (havia cinco e recentemente nasceram mais dois), elefantes e outras espécies, algumas delas em perigo de extinção, que perderam sua hábitat natural pela pressão do homem em outros lugares da região.

Mais de 30 anos depois toda a região é uma mata e como dado surpreendente vale a pena ressaltar que aqueles servidores públicos que negaram ajuda a Jadav, só ficaram sabendo da existência da nova floresta em 2008.

Atualmente Jadav Payeng vive em uma pequena cabana, nas margens da selva que criou, com sua mulher e três filhos. Ganha a vida vendendo leite de búfala. Um herói de nossos tempos do mundo natural e um exemplo a seguir.







. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails