14 de jul de 2012

Homem que fingia ser mudo para evitar prisão responde a pergunta


BIZARRICE DA SEMANA
O MUNDO OFERECE DIARIAMENTE MUITAS CENAS E FATOS BIZARRO.
A MIB TODO SÁBADO LHE MOSTRARÁ A MAIOR BIZARRICE DA SEMANA

'Obrigado', disse ele ao ouvir médico lhe desejar 'boa sorte' em língua natal




Esse se deu mal, fica provado que mentira tem perna curta. KKKKKKKKK

Um ex-chefe dos correios que havia fingido ter perdido a fala por um ano para evitar ser preso por uma fraude de 400 mil libras (R$ 996 mil), na Inglaterra, acabou se entregando ao responder a um psiquiatra que o desejou “boa sorte” em sua língua natal.

Segundo o inglês Daily Mirror, Amritpal Mehat, jovem de 26 anos que se dizia profundamente religioso, disse que havia sido emudecido por Deus. 

Vindo de uma família rica da Ásia, ele ouviu o “boa sorte” do médico em seu Punjabi natal e não resistiu em responder “obrigado” na língua -falada em uma região entre a Índia e o Paquistão.

O deslize foi revelado pela corte de Manchester, onde um júri decidiu que o ex-funcionário havia ficado mudo por “malícia” e não por Deus.

Mehat voltou a falar durante o julgamento, desta vez para confirmar seu nome e assumir a culpa pelas acusações de roubo ao posto dos correios.


O juiz Bernard Lever condenou o ex-chefe dos correios a quatro anos de prisão. Segundo ele, vários especialistas foram chamados para examinar o acusado às custas do dinheiro público.

Ele era acusado de desviar 408 mil libras do posto dos correios em Tameside entre novembro de 2008 e janeiro de 2009. Segundo a investigação, Mehat usou o nome de usuário e a senha de uma funcionária, Jacqueline Rigby, que acabou pedindo demissão.

Segundo o tribunal, Mehat desviou o dinheiro para tentar se recuperar da crise vivida pelos negócios da família, que também possui agências nas cidades de Denton e Sale.

Conforme as autoridades, não há evidências de que a família sabia das fraudes cometidas por Mehat, que já havia sido condenado anteriormente a devolver 100 mil libras (R$ 250 mil) a uma das agências em seis meses.




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails