27 de set de 2012

50 mistérios inexplicáveis Parte 3

Durante esses dias irei postar de dois em dois até concluir os 50 mistérios inexplicáveis


44. O caso das Máscaras de Chumbo

Tudo começou no dia 20 de agosto de 1966, em um sábado, onde dois homens foram encontrados mortos no alto do Morro do Vintém, no Bairro de Santa Rosa, em Niterói (RJ). Os corpos, encontrados sem qualquer sinal de violência, estavam um ao lado do outro deitados de costas no chão, em cima de uma espécie de cama feita com folhas de Pintomba (uma espécie de Palmeira). Os corpos dos homens, que estavam usando ternos limpos e capas de chuva, já estavam em estado de decomposição, ao lado destes foi encontrado um estranho marco de cimento, uma garrafa de água mineral magnesiana, uma folha de papel laminado que foi usada como copo, um embrulho de papel com equações básicas de eletrônica e um estranho papel com a seguinte escrita:

16:30 hs. – estar no local determinado.
18:30 hs. – ingerir cápsula após efeito,
proteger metais e aguardar sinal máscara.


A autópsia dos corpos, realizada pelo médico legista Dr. Astor Pereira de Melo, nada revelou como “causa-mortis”, visto não haver qualquer evidência de violência, envenenamento, distúrbios orgânicos e total ausência de contaminação por radioatividade, além de diversos exames toxicológicos nas vísceras, também negativos. Os dois homens, identificados como Miguel José Viana, 34 anos, e Manoel Pereira da Cruz, 32 anos, moradores da cidade de Campo de Goitacazes, interior do Rio de Janeiro, eram e sócios radio-técnicos.



43. Pedra da Gávea

Entre São Conrado e Barra da Tijuca uma grande montanha de pedra, com 842 metros de altitude, surge das águas do oceano Atlântico. Sua parte superior tem a forma de uma gávea, muito comum nas antigas caravelas. Daí o nome, dado pelos portugueses: “Pedra da Gávea”. Além da face mais conhecida, voltada para o norte, há uma outra, inacabada, voltada para o sudeste. 

Por que não foi concluída? 

A semelhança entre ambas é algo de notável. Há muitas inscrições que aparentemente não poderiam ter sido feitas pela natureza. A origem dessas inscrições tem sido motivo de discussões por anos e anos, mas parece não haver um maior interesse em esclarecer a verdade. Há quem diga que Pedra da Gávea é o túmulo de um Rei Fenício. As inscrições na Pedra, seu formato e as faces esculpidas dão força a esta teoria.


Em 856 AC Badezir assumiu o lugar de seu pai no trono real de TYRO. Poderia ser a Pedra da Gávea um túmulo fenício?
Sítios fenícios foram encontrados em outros pontos do Brasil, o que confirma que eles estiveram por aqui. O mistério continua.



42. Ashtar Sheran, o Protetor

Desde o inicio da década de 50, pessoas de várias partes do mundo e sem nenhuma ligação aparente vem relatando as autoridades de seus países que receberam um comunicado desse ser chamado de Ashtar Sheran. 

É descrito como um ser andrógino, com aproximadamente 1,90 metro de altura, com cabelos longos de cor indefinível (do castanho ao loiro, passando pelo prateado e o rosa), com olhos de cor também indecifrável, vestido com um macacão verde e ostentaria sete estrelas cintilantes em seu peito. 

Essa forma, entretanto, ele tomaria somente para algumas pessoas aqui na Terra. Dependendo da missão ou do trabalho que ele assume, Sheran utiliza a forma através da qual aquela galáxia ou planeta onde ele está se expressa. Sheran é uma espécie de capitão de uma frota responsável pela proteção da Galáxia e teria vindo a Terra após a explosão da bomba de Hiroshima para avisar sobre o perigo do mau uso das armas nucleares e mesmo impedir caso os humanos tenha a idéia de utilizá-las novamente. 

Os seguidores de Sheran (sim, ele tem muitos seguidores) dizem que sua nave encontrasse próxima ao nosso planeta e que ninguém consegue ver por causa do campo de invisibilidade.





. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails