9 de nov de 2012

As cavernas mais incríveis do planeta

  • Relação foi feita por especialista inglês que rodou o mundo atrás de áreas subterrâneas

Gruta da Lapa Doce. Esse é um lugar que adoro e não faz parte da seleção.
ADORO CAVERNAS, SÓ ME LEMBRA MINHAS AVENTURAS PELA CHAPADA DIAMANTINA. 

ALTAS AVENTURAS PELAS CAVERNAS DE LÁ. A MINHA PREFERIDA É A GRUTA DA LAPA DOCE, QUE TEM UMA ENTRADA TÃO GIGANTESCA QUE VOCÊ SE SENTE UM INSETO.

MAS, VAMOS AO QUE INTERESSA.



Se você tem claustrofobia, não gosta de escuro ou não abre mão do conforto da sua casa, jamais poderia viver como o inglês Robbie Shone, de 32 anos. Ele passou os últimos seis anos explorando e fotografando cavernas ao redor do mundo. Na Ásia, encontrou as maiores e mais profundas cavernas do planeta e chegou a lugares nunca antes vistos. “Explorar um lugar que ninguém nunca esteve é muito especial”, disse ele para o jornal inglês The Sun. Shone chegou a ficar 13 dias sem ver a luz do sol em uma caverna no Vietnã. 

Depois de toda esta experiência, o explorador selecionou as quatro cavernas que mais lhe impressionaram. Conheça estes incríveis mundos subterrâneos: 




1 - Clearwater, na ilha de Borneo, no sudeste da Ásia
Das cavernas já exploradas pelo homem, esta é a maior do mundo em volume. Tem 175 km de caminhos conhecidos, sendo que 60 deles são abertos para o público. A caverna é um popular ponto turístico por ser de fácil acesso. Foi descoberta em 1978. 



2 - Deer, na ilha de Borneo, no sudeste da Ásia 
O atrativo deste complexo subterrâneo são os grandes salões internos. Um deles tem 169 metros de comprimento e altura de 125 metros. Outro tem 142 por 148 metros. A própria entrada é enorme, com 146 metros.


  • 3 - Sheffield, na Inglaterra 

Neste caso, não se trata exatamente de uma caverna. Shone selecionou os bueiros e túneis desta cidade inglesa, por onde passa o Rio Sheaf, canalizado em 1860. O sistema é aberto para turistas. 


4 - Miao Keng, em Tian Xing, na China 
É a caverna mais profunda do mundo até hoje explorada, com 505 metros. A equipe de Shone foi a primeira a fazer a descida completa. O trajeto levou duas horas. O grupo também fez uma descoberta importante: o precipício se liga a outra caverna, a Dong Ba. Apesar da altura impressionante, o meio quilômetro da Miao Keng sequer se compara ao recorde que a China se prepara para bater: o do maior arranha-céu do mundo, com 838 metros. 





. . .

Um comentário:

Kézia Fernandes disse...

Seu site é ótimo, continue assim ^^

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails