17 de abr de 2013

Internautas criam campanha para tratar garota indiana com hidroencefalia


Já vi um caso desse, pessoalmente, numa cidade da Bahia chamada Inhambupe e é uma cena difícil de encarar, espero que essa menina tenha uma chance, pois a que conheci não sobreviveu. A mãe passeava com ela numa cadeira imensa para bebê. Lembro que médicos ofereceram dinheiro para mãe para estudar o corpo depois a morte e, pelo que lembro, ela não aceitou.

Uma família indiana vive um terrível drama devido a que a pequena Roona Begum, de 18 meses de idade, sofre de hidrocefalia, uma grave anomalia neurológica que caracteriza-se por uma acúmulo de líquido dentro do crânio. 

A família de Roona vive em uma cabana de barro no povoado de Khola Jirania, nos arredores de Agartala, capital do estado de Tripura, Índia, e não podem se dar o luxo de pagar algum tratamento para a menor, por seus escassos recursos.

Abdul Rahman, de 26 anos de idade e pai da pequena, trabalha em uma olaria e ganha apenas 150 reais por mês, motivo pelo qual não tem como pagar um tratamento para a filha. O problema é que os bebês que nascem com hidrocefalia requerem tratamento cirúrgico imediato quando a doença é detectada, para que não fiquem permanentemente incapacitados.


Sem os meios para pagar um médico, Abdul e sua família fazem seu maior esforço para manter a pequena Roona sob os melhores cuidados que podem proporcionar e convivem com a dor de ver como seu estado se deteriora lenta e inexoravelmente. A cabeça de Roona já chegou a uma circunferência de 91 centímetros, duas vezes maior do que o normal, o que a impede de ficar de pé ou engatinhar.

Às vezes enganosamente conhecida como água no cérebro, a hidrocefalia é causada por uma acúmulo de líquido cefalorraquidiano no interior do crânio, aumentando a sua pressão até a morte. 

Depois que a situação da menina chegou a mídia, provocou uma onda de solidariedade e a promessa de um exame médico, depois de seus pais implorarem por "um milagre". Ontem, o diretor de um grande hospital particular de Nova Delhi , um famoso neurocirurgião indiano, Sandeep Vaishya, prometeu examinar Roona para ver se você pode operá-la.

A divulgação das fotos na última sexta-feira emocionou leitores no mundo inteiro. A comoção levou a criação de uma campanha no My Good Act, para angariar fundos para o tratamento da garota. No momento que escrevo este artigo, já arrecadou US$ 27.448,00.

Abdul Rahman declarou que estava muito grato pela generosidade de todos e que talvez agora o milagre seja realizado.











. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails