16 de abr de 2014

Misterioso Castelo de Corais é um enigma para a engenharia

  • Em Homested, Califórnia, existe um enigmático lugar chamado ” Rock Gate ” ou o Castelo de Corais (Coral Castle) como é mais conhecido.


Também conhecido como “Stonehenge Americano”, o Castelo de Corais é o típico lugar que assim como as Pirâmides do Egito, não deveria existir, mas existe.
Construído entre os anos de 1923 e 1951 pelo imigrante vindo da Letônia naturalizado americano Edward Leedskalnin ou simplesmente ” Ed “.

Ed era uma figura excêntrica, com poucos amigos e muito reservado, era também um inventor amador, sua grande área de interesse era o magnetismo e a eletricidade.

Ele inclusive elaborou uma teoria sobre os campos magnéticos, onde ele afirmava que todo e qualquer corpo material possuía campos magnéticos positivo e negativo que agiam diretamente sob influência do campo gravitacional da terra.

Porém seu maior feito foi ter erguido do nada uma verdadeira ” Taj Mahal ” construída com gigantescos blocos de pedra coral, da o nome ” Castelo de Corais “, usando nada mais do que simples ferramentas e as próprias mãos.


Ed teria dito que havia descoberto o segredo que os antigos egípcios usaram para construir as pirâmides, verdade ou não até hoje é um grande mistério como um simples homem, franzino e de estatura mediana pudesse ter feito sozinho e sem uso de nenhum maquinário pesado colossal obra.

A História do Castelo de Corais tem início quando Ed é abandonado por sua noiva, muito mais nova, as vésperas do casório, com o coração partido e decepcionado mas mesmo assim apaixonado, Ed resolve construir um monumento a ela para mostrar todo o seu amor.

A estrutura do Castelo de Corais foi milimetricamente planejada, com enormes portas que passam de 30 toneladas e que uma criança de 5 anos consegue mover apenas com as pontas dos dedos, gigantescas estruturas em forma de meia lua e portais onde os enormes blocos foram alinhados perfeitamente, fizeram do Castelo de Corais ser um enigma ainda não explicado pela engenharia de construção moderna.

Ed não deixou nenhum escrito ou planta de como foi feito o Castelo , mas deixou alguns poucos manuscritos e publicou um livro que da pistas de como o procedimento foi feito usando técnicas de anti-gravidade! ! ! e levitação sob forças magnéticas.

Não se sabe se essa tecnologia existe realmente mas existem vários projetos feitos por estudantes em sua maioria usando as técnicas de campos magnéticos da teoria de Ed, como podem ser vistos no site http://www.leedskalnin.com que é mantido por um cara chamado Matt Emery que escreveu um livro sobre Ed e sua teoria.

Edward Leedskalnin morreu em Dezembro de 1951, pobre e sem nenhum reconhecimento de sua obra, que só foi reconhecida como uma das mais belas e colossais obras do mundo feitas pela mão do homem anos depois de sua morte.

Como ele a construiu ainda permanece um mistério que Ed levou consigo para o túmulo, mas é muito provável que seu conhecimento sobre campos magnéticos e elétricos esteja sendo usado ” secretamente ” nos dias de hoje.


As paredes do Castelo de Coral pesam 2 toneladas por metro cúbico, e cada seção tem 2.4 metros de altura, 1.2 metros de largura e aproximadamente 1 metro de espessura, de acordo com o museu do Castelo de Coral. Pesando aproximadamente 30 toneladas, a maior pedra do castelo tem o dobro do tamanho de qualquer pedra usada nas pirâmides, de acordo com o documentário ‘Em busca do Castelo de Coral’.



Outra esquisitice do castelo inclui uma porta de pedra de 9 toneladas que se move facilmente quando pouca força é aplicada; uma criança poderia movê-la com facilidade. 





Um obelisco erguido com 28 toneladas é outra coisa curiosa, e uma pedra esculpida em forma de lua crescente em cima de um muro com 6 metros de altura também deixam os visitantes perplexos.








. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails