8 de jul de 2014

Cirurgia da Cinderela - A cirurgia dos pés

  • Procedimento bizarro de encurtamento dos dedos do pé para caberem nos sapatos é a nova tendência
Considerando as tantas cirurgias absurdas que as pessoas fazem para se manterem belas, parece que dessa vez todos os limites foram ultrapassados.

A mais nova tendência da indústria da beleza é a cirurgia feita nos dedos do pé para que ele se encaixe perfeitamente em sapatos de grife. Chamada “cirurgia Cinderela”, o procedimento envolve alterar a forma e o tamanho dos dedos.

Ela promete encurtar ou alongar os dedos, raspar o excesso de osso para remover proeminências ou inchaços, e até mesmo retirar a sobra de gordura presente no dedão. A cirurgia ganhou popularidade nos EUA, mas a tendência só tem se espalhado por outros países ao redor do mundo. Clínicas de estética que oferecem este tipo de cirurgia estão apenas capitalizando o profundo desejo das mulheres que querem ter os pés perfeitos.

De acordo com o cirurgião e podiatra, Dr. Jason Hargrave, afirma: "Essa cirurgia no pé é uma tendência de rápido crescimento, impulsionado pela popularidade dos saltos altos. Eles são vistos como mais glamorosos, acessórios desejáveis, e não ser capaz de usá-los pode ser deprimente para uma mulher". Ele disse que várias de suas pacientes querem usar sapatos de bico aberto, mas não podem porque odeiam seus pés.

Em muitos casos, as mulheres parecem detestar os pés que até mesmo os escondem de seus maridos. Então, agora que os procedimentos para modificá-los estão disponíveis, muitas mulheres estão se interessando. Paulina Charlikowska, por exemplo, gastou um pouco mais de R$ 16.500 para consertar seus pés cirurgicamente.

"Parece bobagem, mas eu sempre odiei os meus pés e me sentia muito envergonhada para mostrá-los em público”, disse Paula, de 30 anos, dona de um salão no Reino Unido. Antes da cirurgia, Paulina forçava seus pés em sapatos que eram dois tamanhos menor, de modo que os dedos estavam sempre doloridos e coberto de calos. Quando ela ouviu falar sobre o procedimento, ela sabia que era o melhor presente que poderia dar a si mesma.

Seu marido achava que ela era louca, mas Paulina fez tudo o que podia para economizar para a cirurgia. Em outubro do ano passado, ela finalmente o fez: teve o segundo e o terceiro dedos encurtados em 1 cm na clínica do Dr. Hargrave, com anestesia local. "Demorou uma hora e, embora eu não conseguisse sentir nada, eu podia ouvir os meus ossos sendo serrados. Foi horrível", disse ela.

"Não houve nenhuma dor depois, mas os pontos inflamaram e eu tive de tomar antibióticos”. Depois que os fios foram removidos, Paulina caminhou usando muletas por algumas semanas, até que foi capaz de andar normalmente. Agora seus pés estão totalmente curados, ficaram algumas cicatrizes, mas quase imperceptíveis. Seus pés são um tamanho menor agora e ela está em êxtase sobre isso. "Eu acredito que, se você odeia uma parte do seu corpo e isso afeta como você se sente, não há nada de errado em modificá-lo", disse ela. "Estou muito orgulhosa dos meus novos pés".

Apesar da história de sucesso de Paulina e de muitos outras mulheres, os especialistas não consideram a cirurgia cosmética do pé a melhor ideia. 

Muitos cirurgiões ortopédicos têm alertado que estas cirurgias são altamente invasivas, envolvendo o corte aberto de dedos, serragem de ossos e depois costurar tudo junto novamente. Isso representa um risco elevado para complicações graves, como dor permanente no pé e movimento articular limitado. 

"Em casos mais extremos, há ainda um pequeno risco de coágulos de sangue que podem ser potencialmente fatais", disse Andrea Scott, um ortopedista e cirurgiã de pés e tornozelos. "Mesmo quando a cirurgia é bem sucedida, envolve pelo menos de seis a oito semanas de recuperação. Eu nunca recomendaria ao menos que fosse necessário".

Somando-se às preocupações crescentes sobre a cirurgia Cinderela, o outro fato é que ela é realizada muitas vezes por pediatras inexperientes. Eles não são a mesma coisa que cirurgiões ortopédicos, que possuem mais de 15 anos de treinamento extensivo. Podólogos podem realizar a cirurgia, sob anestesia local, após um curso de pós-graduação de um ano de duração. Eles nem sequer são obrigados a declarar se possuem quaisquer qualificações cirúrgicas adicionais. Portanto, não há maneira de verificar a credibilidade de um médico antes de optar pela melhoria nos pés.

De acordo com Scott, a “Cirurgia Cinderela” realmente pode causar mais problemas do que cura. O caso em questão é o de uma mulher de 37 anos de idade, Danielle Sandler, que teve os dedos dos pés corrigidos por um cirurgião em um hospital privado de Londres. 

Embora seu marido Nick tentasse convencê-la do contrário, ela insistiu em obter o procedimento feito. "Olhando para trás, posso ver que eu simplesmente fiquei cega pela ideia, mas agora eu realmente lamento ter ignorado o conselho de Nick", disse ela.

Sob anestesia geral, Danielle teve ganchos inseridos em seus dedos do pé para endireitá-los. "Após a operação, eu estava com uma dor excruciante, e logo ficou claro que algo tinha dado errado, porque meus pés estavam apontando para cima com um ângulo estranho", disse ela. "Eles não tocavam o chão quando eu me levantei. Algumas semanas mais tarde, eu tive de passar por uma segunda operação para tentar corrigi-los, mas eles ainda possuem uma inclinação para cima".

Os ganchos foram retirados de seus dedos, seis semanas depois, sem anestesia, uma experiência que foi tão dolorosa que ela quase desmaiou. Seus pés estavam inchados e ela não conseguia andar, então ela acabou tendo de tirar licença de 6 meses do seu trabalho. "Eu me senti muito frustrada e deprimida, presa em casa e incapaz de fazer qualquer coisa", disse ela. "Meus pés jamais ficarão normais, e eu ainda tenho um monte de problemas. O pior é que, como os meus dedos não se dobram, os meus pés estão sempre duros, o que afeta meus tornozelos e joelhos".

Danielle agora percebe que o cirurgião estava mais interessado em corrigir a aparência em vez de melhorar sua função. Ela agora está aconselhando as mulheres a pensarem cuidadosamente antes de passar por esses procedimentos. "As pessoas devem pensar muito bem antes de se arriscar para ter uma cirurgia no pé por razões cosméticas. Não vale a pena o risco apenas por uma questão de vaidade: os meus pés são mais doloridos do que eram antes".







. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails