9 de ago de 2014

Fotógrafo mostra o que realmente estamos comendo



  • Fotógrafo confronta indústria e resolve mostrar o que de fato estamos comendo por trás dos apetitosos alimentos industrializados
É hora de enfrentar o seu alimento! Foi o que o fotógrafo Pedro Augusto, não só fez, como está revelando a todos os consumidores, o que eles realmente estão comendo.

Às vezes compramos e consumimos certo alimento, sem nem ao menos pensarmos de onde vieram ou como são processados e embalados de forma a parecerem ‘agradáveis’ às nossas vistas.

Nascido no Texas, EUA, Pedro Augusto se mudou para Hong Kong há dois anos. Lá ele percebeu a enorme quantidade de açougues e restaurantes que focam toda a alimentação em carnes de animais expostas nas vitrines ou ao ar livre.

Embora pareça mais chocante, a relação dos países não-ocidentais com os alimentos é bem mais honesta do que a nossa. Pelo menos não há tanto ‘disfarce’ artificial para tudo parecer lindo e maravilhoso, como os famosos empanados de fast-foods americanos.

Foi justamente esse conceito sobre o visual e a origem verdadeira dos alimentos que fez com que Pedro Augusto criasse um ensaio ousado - e até mesmo bizarro - sobre como seriam os alimentos mais populares nos Estados Unidos, caso não fossem tão ‘moldados’ pela indústria.

A série de fotos não tem a intenção de causar náuseas ou chocar as pessoas, mas simplesmente trazer consciência e um lembrete da produção de alimentos nos Estados Unidos e em outros lugares do mundo.







Fonte




. . .

14 comentários:

Voutrin Pirata disse...

e eu gostava tanto de Nuggets

Llithy disse...

Não mudou em nada a minha vontade de comer nuggets... Kkklkkkm

Anônimo disse...

coloco tudo na panela e faço uma feijoada da hora... ^^

Guilherme Pena disse...

Vou continuar comendo... Dizem que pé de galinha tem colágeno faz bem para pele...kkkkkkk

Rodrigo disse...

Acho que esse fotógrafo deveria conhecer uma fábrica de nuggets pra realmente saber como é feito. O nuggets é proveniente da CMS (carne mecanicamente separada). Quando as fábricas optar por realizar cortes específicos (como filés e peitos) sempre sobra pedaços de carne junto aos ossos, que são difíceis de se retirar. Essa carne junto com os ossos são então colocados em uma máquina e "espremidas" retirando todo o resto da carne e aproveitando o pouco tutano do interior do osso. Os detritos são então separados e a "gelatina" formada é a base do nuggets. #ficadica

Rodrigo disse...

Completando o comentário acima.... Quase todos os subprodutos são feita pela técnica de CMS (carne mecanicamente separada). ex: hambúrger, salchicha e os embutidos em geral (procure no google imagens CMS carne mecanicamente). Pessoas que se prontificam a falar sobre assuntos que desconhecem ou que "acham" que sabe superficialmente deveriam as vezes se calar (caso do respeitado fotógrafo).

Anônimo disse...

E assim segue a humanidade, cega e ignorante!

Anônimo disse...

eu que fui criado na roça adoro tudo isso que ele fotografou, so faltou cozinhar ai estava blz

joaoguara disse...

TUDO DE BOM, É SÓ SABER FAZER QUE FICA UMA DELÍCIA.

Flávio Augusto disse...

Deu fome...

Nélidi disse...

Concordo plenamente com o Rodrigo,pois sou controladora da garantia da qualidade de uma fabrica de termoprocessados(vulgo nuggets)e o processo de fabricação é rigorosíssimo .. é muito facil vir um falar mal e inventar uma historia de como é feito.. Dificil é assumir que nem investigou as coisas para fotografar =D

Anônimo disse...

Se ele soubesse que "pé de galinha" é exportado com valor mais alto que coxa ahaha conheço muito bem esse setor e ele passou longe na tentativa de "descobrir" alguma coisa. O comentário do Rodrigo está muito bem colocado.

Anônimo disse...

E daí? A melhor comida não industrializada e famosa no Brasil é a FEIJOADA que tem praticamente tudo isso aí no feijão é uma delícia!

Dessa Belle disse...

Realmente, é de galinha é importado a um bom preço, se não me engano em lugares como a China é caro pois é considerado afrodisíaco. O resto, o povo come na feijoada e fica muito bom, aliás, nos mercados pé e focinho de porco não são muito baratos (justamente por causa da tal feijoada). Afinal, se um pobre animal vai ser morto para alimentar pessoas o melhor que o povo faz é aproveitar o máximo possível, não? Se não é desperdício oras! =(

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails