17 de jul de 2015

Empresa chinesa vendia mamão papaya mofado, com 6 anos de existência

Uma empresa em Ningbo, província de Zhejiang, foi multada em 1,4 milhões de yuan (cerca de 719 mil reais) por armazenar toneladas de produtos feitos de mamão papaya fora do prazo da validade.

Alguns produtos tinham entre cinco a seis anos, vencidos cerca de dois anos atrás.

Autoridades apreenderam 32,86 toneladas de pedaços de mamão mofados, armazenados em um frigorífico, em março, de acordo com informações da NetEase News – mas só agora as informações foram divulgadas.

“A empresa mantinha o armazenamento de produtos vencidos em frigoríficos por anos”, disseram os investigadores distritais de Jiangbei. “Desde antes de 2010, grandes quantidades de pedaços de mamão estão armazenados aqui”.

O registro das transações mostram que a empresa comprou um total de 84,23 toneladas de produtos de mamão da província de Hainan e Guangxi Zhuang, em 2010 e 2011 e os deixou armazenados em suas instalações desde então.


“Uma empresa sediada em Suzhou, província de Jiangsu, e principalmente os que trabalham na produção de suco e geleia, compraram um total de 34,22 toneladas de produtos congelados de mamão da empresa de Ningbo, entre abril e outubro de 2010”, diz Wang Weijie, um inspetor de qualidade local.

Sua mais recente comercialização de produtos de mamão vencidos aconteceu em 2013. A empresa comercializou dois lotes - cinco toneladas em janeiro e 20 toneladas em abril - para a empresa de Suzhou, de acordo com investigadores.

A notícia é mais um escândalo alimentar, pegando carona em outra enorme descoberta recente, também na China, em que funcionários do governo apreenderam mais de três bilhões de yuans (cerca de um bilhão e meio de reais) em valor de carnes velhas congeladas, algumas delas de até 40 anos.








. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails