16 de mar de 2016

30 das bibliotecas mais belas do mundo

Houve um tempo em que as bibliotecas refletiam o progresso intelectual do ser humano. Eram construídas a grandes escalas e não economizavam recursos nem ideias para criar algo verdadeiramente espetacular. 

Com a passagem do tempo algumas ainda parecem igualmente fascinantes como outrora. São poucas as bibliotecas modernas que podem ser comparadas com estes "templos da sabedoria" antigos, com corredores cheios de fileiras de livros, luz tênue e muito silêncio, tão só violado pelo folhear das páginas.

Embora hoje estejam perdendo terreno para o e-book e áudio livro, as bibliotecas já foram cubos centrais do progresso intelectual humano. Há algo sobre elas que ainda atrai muito as pessoas, no entanto. Talvez seja por suas magníficas arquiteturas ou o cheiro inconfundível dos livros velhos.

Por causa de sua importância crítica, as bibliotecas eram construídas muitas vezes em espaços suntuosos e enormes. Combinadas com os tesouros inestimáveis repousados sobre suas prateleiras elas possuem um charme que nenhum outro tipo de instalação pode oferecer.



Biblioteca Nacional da República Checa, Praga.




Biblioteca do Monastério de Admont, Áustria.



Biblioteca do Trinity College, Dublin, Irlanda.



Biblioteca do Real Gabinete Português de Leitura, Rio de Janeiro, Brasil.


Biblioteca de George Peabody, Baltimore, Maryland, Estados Unidos.


Biblioteca do Monastério de St. Florian, Áustria.


Biblioteca Nacional de França, Paris.


Biblioteca do Parlamento, Haia, Holanda.


Biblioteca Nacional de Áustria, Viena.


Biblioteca Joanina, Coimbra, Portugal.



Biblioteca da Cidade de Stuttgart, Alemanha.


Biblioteca de Direito do estado de Iowa, Estados Unidos.


Biblioteca Científica, Görlitz, Alemanha.


Biblioteca Beinecke de livros raros e manuscritos da Universidade Yale, Connecticut, Estados Unidos.



Biblioteca do Senado, Paris, França.


Biblioteca Pública de Nova Iorque, Estados Unidos.


Biblioteca Walker, Minnesota, Estados Unidos.


Biblioteca de Vennesla, Noruega.



Biblioteca Mazarino, Paris, França.


Biblioteca do Saint John"s College, Cambrige, Grã-Bretanha.


Biblioteca do Congresso, Washington, Estados Unidos.


Biblioteca da Universidade Técnica Gheorghe Asachi, Iași, Rômenia.


Grande Biblioteca de Sarospatak, Sarospatak, Hungria.


Biblioteca Nacional de Chinesa, Pequim.


Biblioteca Arcebispal Kromeriz, República Checa.


Biblioteca do Mosteiro Strahov, em Praga.


Biblioteca Estadual de Victoria, Austrália.


O Ateneu. Buenos Aires, Argentina.


Biblioteca da Society of Lincoln, Londres, no Reino Unido.


Biblioteca Parlamentar do Canadá, Otawa.



Fonte




. . .

Um comentário:

Anônimo disse...

A Ateneu de Buenos Aires é uma livraria, não uma biblioteca.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails