16 de ago de 2012

Depoimento de um pedófilo


  • 'Foi um alívio ser desmascarado', diz pedófilo em tratamento


Vi essa matéria na Folha de São Paulo feita por Amanda Lourenço e achei muito interessante ver o lado do pedófilo. Acho que assim podemos ver os dois lados e aumentar nossa percepção desse mundo tão absurdo que eles vivenciam. No caso desse cara, ele nunca consumou o fato, só ficava nos seus computadores, mas achar o que disso?

Ainda não tenho uma opinião para expressar meus sentimentos com esse assunto, e você, o que diz desse depoimento?

Segue depoimento:

"Minha irmã foi chamada à delegacia quando fui detido por possuir material de pornografia infantil no computador. Foi paradoxal, porque sempre temi esse dia, mas ao mesmo tempo foi um alívio ser desmascarado.

Minha prisão foi um 'clique'. Antes, eu minimizava o caso, fingia que não era nada demais. Antes, não seria capaz de pedir ajuda.

Minha irmã tem filhas pequenas, poderia ter virado as costas para mim. Mas, felizmente, decidiu me ajudar.


Consegui uma suspensão condicional da pena por ter um bom emprego e um bom advogado. Minha irmã me encaminhou para a associação L'Ange Bleu [na França]. Seu apoio foi essencial.

Hoje, na terapia, tento não só reprimir meu desejo, mas entender por que sinto isso. O foco do tratamento é nas minhas relações sociais, nos meus bloqueios. Aos poucos, vamos descobrindo coisas reveladoras, surgem respostas.

O medo de me relacionar com adultos está desaparecendo devagar. Ainda não consigo me relacionar amorosamente com ninguém. Sou tímido com as mulheres.

As reuniões de grupo da associação também são muito úteis. Além de poder conversar com pessoas na mesma situação que eu, posso ajudar quem acabou de chegar.

Jamais pensei em abusar de uma criança, meu desejo nunca saiu da penumbra do meu apartamento. Já tive oportunidade de agir, e não fiz nada.

Apesar do tratamento, não acredito que serei curado. Espero encontrar uma pessoa bacana e viver uma vida normal de casal, mas mantendo minha fantasia escondida. Isso é bem frequente.

Condeno os agressores sexuais. Se consigo me controlar, por que não eles?"

Hugo*, 35, é francês e trabalha em uma empresa de transportes



. . .

9 comentários:

Anônimo disse...

pedofilia não é crime!

Mulher Vã disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Seria importante aperfeiçoar a legislação sobre pedofilia. A idade da criança ajuda, até certo ponto. Mas e quando a menina de 14 anos sabe o que é sexo e tem malícia sobre essas coisas? Não dá para enquadrar exatamente como se faz com crianças de 10,12 anos, que foram enganadas e induzidas a fazer coisas que não conhecem o significado. Cada caso deve ser analisado de forma particular por investigadores e juízes.
Além disso é um traço cultural de certas regiões (NE) do país o relacionamento e casamento de homens mais velhos com meninas. Esses costumes devem ser reprimidos, mas não desconsiderados na hora de enquadrar ou não como pedofilia. Até porque contam muitas vezes com o consentimento dos pais. Mas no Brasil tudo gira em torno de superficialidade e hipocrisia. E temos que tolerar um tal CQC fazendo sensacionalismo com coisa séria...

Fred Brutus disse...

Não há muito o que se condenar nestes casos. A pedofilia é mais um dos tantos transtornos que acomete os seres humanos, podendo ir de casos leves, como este, em que o individuo consciente de sua doença nunca consumou o ato e assume a necessidade de tratamento. Existem ainda os casos mais complexos, onde o individuo perde o controle sobre sua doença, podendo trazer prejuizo a sociedade em que vive.
Mas a pior da situação, em minha opinião, é o fato de pessoas que aproveitam para se benificiar financeiramente dos sofredores do disturbio e das crianças inocentes.
Existem pessoas que devem ser tratadas, e nos casos mais graves, afastadas do convivio social, e existem os que devem ser punidos. O grande trabalho da lei é este, descobrir os passiveis de tratamento, de isolamento e os passiveis de punição.
O grande trabalho dos pais é estarem atentos nos cuidados de seus filhos.

Anônimo disse...

Muito simples dizer: "ase eu consigo pq os outros não conseguem" outra, olha o tratamento dele!! ELe teve suporta da família foi tratado em PARIS!!! AGora pense um lascado da vida que esteja na mesma situação, a familia (geralmente pessoas no grau de pobreza tem acesso a uma boa educação), vão compreender?? Acho difícil, vão afastá-lo e tacar ele na prisão, lá ele será abusado sexualmente nos próximos 5 a 10 anos de sua vida, ele não vai entender e vai sair mais revoltado e inseguro do que entrou.. Então acho essa situação muito a parte, não estou defendendo estupradores, ao contrário, sou bem extremista e não tolero isso, pra mim todo estuprador, pedófilo deveriam passar pela castração. Acredito que se melhorassem a educação de nosso país o autoconhecimento poderia melhorar em todas as classes, sendo assim evitando situações como estas..

Anônimo disse...

Concordo com todas as opiniões acima. Principalmente por pedofilia ser um transtorno mental, uma doença que como tal deve ser tratada, com a vantagem do acometido ter noção que o seu desejo por crianças não é aceitável na sociedade na qual está inserido. Lutar contra um desejo é difícil, mas como o próprio homem disse não é impossível. Parafilias existem aos montes (quer algo mais intolerável pra maioria do que a coprofagia, por exemplo), no entanto desde que o desejo seja alimentado com o consentimento de outrem ou prejudicando somente a si próprio não há problema, porém isso não acontece com os pedófilos, necrófilos e zoófilos, esses sim devem ser tratados. Mas como disseram aí em cima dependendo da idade da "criança" deveria haver uma avaliação psicológica desta pra provar a sua idade mental e sua inocência com relação ao ato, pois atualmente é muito difícil uma menina de 14 ou 15 anos ser bobinha e induzida ao ato sexual sem saber o que está fazendo, só em caso de estupro, mas aí o crime é outro.

Anônimo disse...

Concordo com todos acima, mas o que vocês me dizem sobre as meninas de 14 e 15 anos que adoram fazer sexo? Não estou falando das que vendem o corpo e sim das que gostam de praticar sexo por prazer. Eu jamas me submeteria a ter relaçãoes sexuais com uma menor de idade, mas tem muito marmanjo que não aguenta a sedução dessas dibinhas e depois paga o pato como pedófilo!! É complicado!!

Anônimo disse...

Concordo com todos acima, mas o que vocês me dizem sobre as meninas de 14 e 15 anos que adoram fazer sexo? Não estou falando das que vendem o corpo e sim das que gostam de praticar sexo por prazer. Eu jamais me submeteria a ter relaçãoes sexuais com uma menor de idade, mas tem muito marmanjo que não aguenta a sedução dessas diabinhas e depois paga o pato como pedófilo!! É complicado!!

Anônimo disse...

Não como compreender ou tentar vera o ponto desse tipo de criminoso que se aproveitar da iinocência da criança, da confiança dos próximos e até do poder que ele é mercê sobre ela... acho que devem ser cruelmente punido pois ele destruiu a vida e as relações daquela criança pra sempre. Falo por experiência própria.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails