17 de nov de 2012

A triste história de um russo que se recusa a usar calças


  • Um caso totalmente estranho e perturbador


Vi esse posto no Metamorfose Digital e achei legal trazer essa discussão para o MIB. Até entendo o ponto de vista dele, mas daí a jogar sua carreira fora e ficar na penúria só para ter o direito de usar saia, é demais. Isso pode ser uma causa séria para ele, mas achei DEMAIS, afinal não é nada relevante para a humanidade. Mas, cada tem a medida de sua dor.

Entenda o caso e dê sua opinião.

Vladimir Fomin, 44 anos, de Kineshma, uma cidade na região de Ivanovo na Rússia, é um homem muito peculiar. Ele se tornou uma espécie de celebridade em seu país depois de ter sido expulso da Universidade de Matemática por se recusar a usar calças e andar com roupas de mulher. Digamos que Vladimir é um tipo de Geisy Arruda da Rússia.

Vladimir certamente não é o único homem no mundo que prefere saias e vestidos em detrimento das calças, mas seus motivos são definitivamente únicos. Ele não é gay, nem travesti, nem é um "perigueto" querendo atrair a atenção da mídia. Vladimir só quer defender os direitos dos homens para usar qualquer tipo de roupa que gostem. Afinal, em seu pensamento, as mulheres estão autorizadas a usar calças, então por que os homens não podem usar vestidos ou saias? Só por que é que considerado estranho?

o problema é que sua luta pelos direitos do sexo forte não trouxeram nada além de problemas. Apesar de ser um dos mais brilhantes alunos da Universidade Ivanovo de Matemática e de ganhar uma bolsa de estudos, ele foi expulso por causa de suas escolhas da moda, foi afastado pela maioria de seus amigos e parentes e até mesmo agredido verbalmente e espancado por moradores de sua cidade natal por andar com roupas de mulheres. Mas, apesar de todos esses problemas, Vladimir Fomin continua sua luta pelo direito de se vestir da maneira que gosta, e espera um dia ser capaz de andar pelas ruas com suas saias sem ser discriminado. E olha que ele tem um guarda-roupa com mais de 30 modelitos que são um luxo só!


Houve um tempo em que Vladimir usava calças. Ele até tinha uma esposa e filhos, mas ele diz que seus pontos de vista sobre roupas masculinas nunca mudavam. Em uma entrevista ao jornal russo Chronometer, Vladimir disse que sempre teve inveja dos escoceses por que podem usar kilts, e dos antigos romanos e gregos, que também não usavam calças andando com as coisas balangando de lá para cá ao sabor do vento.

O desempregado russo diz que os 25 anos em que foi obrigado a usar calças foram os piores de sua vida. Ele acha que calças têm um efeito muito negativo sobre o humor, o bem-estar e a saúde dos homens e mulheres. Em seus olhos, calças são uma abominação infelizmente aceita por ambos os sexos, a fim de ocultar a maioria de seus corpos e agradar seus parceiros ciumentos. E, aparentemente, ele não é o único que se sente assim, Vladimir diz que há milhares de pessoas lá fora que se dizem seus fãs, mas têm medo de imitá-lo.

O problemas de Vladimir começaram quando decidiu usar roupas da mulher, mas até aí não se sentia tão afetado com as críticas até que foi expulso da Universidade Estadual de Ivanovo. Depois que ouviu uma faxineira dizendo que ele não estava bem da cabeça e tinha até mesmo nojo de olhar para ele, Vladimir ficou tão irritado que tirou todas as suas roupas e decidiu caminhar ao redor de seu dormitório nu gritando que se ela não tinha gostado de olhar para ele vestido de saia, agora teria que vê-lo nu.

Ela apresentou uma queixa e isso era tudo que a universidade precisava para expulsá-lo Desde então, ele tentou uma nova universidade, mas não conseguiu autorização para usar um dos dormitórios da universidade, até que se vestisse como homem, e como não tinha dinheiro para pagar aluguel em outro lugar, foi novamente expulso por não frequentar as aulas.

Vladimir Fomin diz que se estivesse à procura de fama, poderia ter conseguido isso nas áreas de matemática e ciências, mas em vez disso decidiu desistir de seus sonhos de carreira a fim de lutar por aquilo em que acredita profundamente: o direito fundamental que todo homem tem de usar saia.

Depois de ser destaque em vários programas de TV, onde confessou sua causa, a situação de Vladimir piorou ainda mais. Ele não consegue um emprego, porque ninguém contrata um homem que usa saias e vestidos, -embora ele esteja disposto a fazer um acordo e usar apenas vestidos finos e longos-, e os moradores da sua cidadezinha, Kineshma, ameaçam atirar coisas e, pior, sentam a porrada no coitado se ele passa por suas janelas vestindo com suas roupas femininas.

Agora sua única fonte de renda são os legumes que ele planta em seu jardim e que vende no mercado a cada dia. Mas com o inverno esperando na esquina do hemisfério norte, isto deixará também de ser uma opção. Ainda assim o bom Vladimir não tem intenção de "mutilar" a si mesmo colocando as indesejáveis calças...




















. . .

Um comentário:

Cú pronto pra Rola! disse...

Certo juiz disse certa vez, o seguinte: Sabem a diferênça entre travesti e viado? não??, Vou explicar; O travestí gosta de se relacionar com uma pessôa do mesmo sexo, se veste igual a mulher, e se sente mulher! Já o viado, é aquele homem na maioría das vezes marrentão, que costuma bater na cara dos outros, se veste como homem, e nas horas de folga, "NO SAPATINHO", veste calçinha de mulher, à desmunhecar igual à uma louca!!! No caso do russo, é que ele se sente bem, e é isso o que importa. É a minha opinião, falei e disse, e quem gostou, gostou, e quem não gostou, vaí pro caralho!!!!!!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails