30 de abr de 2013

Cientistas na Dinamarca asseguram que em poucos meses terão uma cura para AIDS

  • Uma luz na vida de milhares de pessoas que sofrem com a AIDS

Desde a década dos 80 a Síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) é considerada uma das piores doenças de nossa época, para a qual, segundo se cria até agora, parecia não existir cura.

Agora, no entanto, um grupo de pesquisa na Dinamarca sustenta que em poucos meses poderia desenvolver uma "estratégia inovadora" para suprimir definitivamente o HIV do DNA humano e, portanto, eliminá-lo permanentemente do sistema imunológico.

Segundo este procedimento -desenvolvido no Hospital Universitário de Aarhus, situado na cidade do mesmo nome, no leste do país-, é possível fazer emergir os "depósitos" (reservoirs) de HIV que se formam nas células de DNA, trazer à superfície celular e, uma vez aí, deixar que o próprio sistema imunológico se encarregue deles, previamente fortalecido com uma vacina desenhada para tal fim.


A técnica já foi testada em laboratórios dinamarqueses e inclusive o Conselho Dinamarquês para a Pesquisa reconheceu os cientistas que a desenvolveram com um prêmio de 12 milhões de coroas dinamarquesas (algo em torno de 6 milhões de reais) para continuarem com seus estudos, desta vez com pessoas que padecem da doença.

Até agora o tratamento vem sendo realizado com 15 pacientes e, em função de sua resposta, decidirão se este tem possibilidades reais de se estender a uma maior escala.

- "Estou quase seguro de que teremos sucesso ao liberar os depósitos de HIV. O resto será conseguir que o sistema imunológico do paciente reconheça o vírus e o destrua. Isso depende da força e a sensibilidade dos sistemas individuais", declarou Ole Sogaard, um dos principais pesquisadores envolvidos neste estudo.






. . .

2 comentários:

Anônimo disse...

WOW!

Anônimo disse...

A Aids e a pior mentira que já existiu...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails