27 de abr de 2014

Renomado artista afirma ter capturado evidências de que fadas existem

  • O que falar disso? Não sei, cada um acredita no que quiser...

Agora, vou matar uma fada: EU NÃO ACREDITO EM FADAS! Pronto, uma acaba de morrer e, se você leu alto, acaba de matar uma também. Pronto, "FINITI"...

É cada coisa que vejo, viu...

John Hyatt é o diretor do Instituto de Investigação e Inovação em Arte e Design da Universidade Metropolitana de Manchester. O renomado artista afirma ter capturado com sua câmera fotográfica várias evidências visuais que provam a existência das míticas fadas. 

Após essa descoberta, Hyatt elaborou uma mostra chamada “As fadas de Rossendale”, exibida atualmente no Museu Withaker, próximo ao Vale de Rossendale, onde foram tiradas as fotografias. Na mostra, o público é convidado a observar as imagens e tirar suas próprias conclusões. 

Hyatt põe em xeque seu prestígio e sua palavra ao afirmar que as fotografias não foram alteradas de forma alguma. O que o seu zoom capturou, segundo as descrições, é o que realmente flutuava no ar.

As opiniões de quem visita a mostra divergem. Para alguns, as imagens são obras do acaso, para outros à capacidade da mente humana em reconstruir padrões que fazem parte do imaginário coletivo. Há quem apenas aceite a existência de pequenas e belas mulheres aladas que compartilham o mundo de fantasia dos elfos, duendes e sereias, protagonistas de inúmeros contos infantis, como a inesquecível Sininho de Peter Pan. 

De qualquer forma, essas figuras que já aparecem descritas nas mitologias grega e romana, passando pelo folclore do mundo medieval até a atualidade, aparecem, dessa vez, para questionar o observador sobre a ficção, a verdade, os limites da arte e a beleza. Talvez, como disse Hyatt, seja apenas uma questão de “abrir a cabeça". 






. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails