3 de mar de 2015

Método com células-tronco poderá gerar bebês de pais do mesmo sexo

Mais avanços no setor de células-tronco estão abrindo novas esperanças para casais homossexuais que desejam ter filhos legítimos. Na mais recente descoberta, pesquisadores da Universidade de Cambridge e do Weizmann Institute of Science de Israel revelaram os resultados de uma pesquisa com células-tronco que permitiria que um bebê fosse gerado a partir de células da pele de dois adultos, não importando o sexo de ambos.

Com essa novidade, além de permitir que casais heterossexuais inférteis possam ter seus próprios filhos sem precisar recorrer aos doadores de óvulos ou espermatozoides, a técnica é capaz de oferecer meios para parceiros do mesmo sexo gerarem seus próprios bebês.

De acordo com o artigo de Colin Jeffrey, do Gizmag, a pesquisa — que já havia sido bem-sucedida com ratos — foi realizada com células humanas pela primeira vez. Para o estudo, os pesquisadores emparelharam linhas de células estaminais a partir de embriões com a pele de uma variedade de diferentes adultos e as células resultantes, comparando com fetos para determinar uma correspondência idêntica.


Apesar de inovadora, essa técnica para gerar embriões a partir de células de pessoas do mesmo sexo não é a pioneira. Outros experimentos envolvem a manipulação de fibroblastos em camundongos, resultando em embriões com as características genéticas de vários camundongos machos, enquanto outros usaram células-tronco da medula óssea extraídas de machos para acionar espermatogônias.

Porém, nesta última pesquisa de Cambridge e Weizmann, as células estaminais e da pele humana de adultos foram combinadas pela primeira vez para criar uma linha de células germinativas (óvulos e espermatozoides) inteiramente novas. Ou seja, células que quando reunidas irão tornar-se embriões.

Esse é mais um grande passo da medicina genética que, apesar de poder levantar questões morais e éticas sobre a manipulação de genes, pode beneficiar muitas pessoas que sonham com um herdeiro. 

Fonte





. . .

2 comentários:

Dessa Belle disse...

Ao invés de ficar inventando coisa para aumentar a população no mundo podiam incentivar a adoção e facilitar a adoção para casais homossexuais, ainda mais com tanta criança apodrecendo em orfanatos precisando de uma família.

Anônimo disse...

Mais um dos argumentos dos homossexuais não era que ser "gay" era natural? Onde está o "natural" disso?

Prepotência e arrogância pura da humanidade, e depois não sabre por que a "natureza está descontrolada".

Um aviso ao navegantes: está técnica e qualquer outra passa pelo pressuposto de que uma célula germinativa seja "masculinizada" ou "feminilizada" mesmo que as duas células sejam de duas mulheres de dois homens.

Simplificando ainda e preciso de dois "sexos" para a reprodução, pelo menos em nossa especie e em muitas outras.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails