30 de abr de 2016

Misteriosas ondas de rádio poderiam estar vindo de um planeta distante, dizem cientistas

  • Cinco sinais misteriosos provenientes do exterior da Via Láctea podem ter sido enviados por uma civilização alienígena.

Esta é, pelo menos, uma das teorias que os astrônomos estão usando para explicar o aparecimento de uma nova e misteriosa série de “rajadas rápidas de rádio”. Até agora, apenas 11 desses estranhos pulsos de rádio foram registrados com antecedência. Os últimos sinais, capturados pelo radiotelescópio Parkes, na Austrália, incluíam uma explosão dupla acompanhada de quatro rajadas únicas.

Emily Petroff, da Universidade de Swinburne, na Austrália, que ajudou a descobrir os pulsos, sugeriu que esse padrão pode levar a uma descoberta importante. “Nós não temos nenhuma ideia do que está acontecendo, mas sabemos que é definitivamente algo legal”, escreveu ela no Twitter.

Rajadas rápidas de rádio, tecnicamente chamadas de “FRBs” (Fast Radio Bursts), são as emissões de rádio que aparecem temporariamente e de forma aleatória, tornando-as não só difíceis de encontrar, como também complexas de analisar. O mistério decorre do fato de que não se sabe o que poderia produzir uma explosão tão curta e poderosa. O fato fez com que alguns especialistas acreditassem em colisões de estrelas que reagem às mensagens criadas artificialmente. Os cientistas acreditam que elas se originam a vários bilhões de anos-luz da Via Láctea.


A mais recente descoberta, relatada na Monthly Notices, da Royal Astronomical Society, tem animado os astrônomos, porque ela tem um perfil claro de dois componentes. Segundo os astrônomos, cada explosão foi separada por 2,4 milissegundos. “Muitos dos modelos propostos para explicar FRBs usam um único evento de alta energia, envolvendo objetos compactos (como fusões de estrelas de nêutrons) e, portanto, não podem facilmente explicar uma incidência destas de dois componentes”, diz a pesquisa.

No início deste ano, leituras similares de algo conhecido como “perytons” animaram os astrônomos, que cogitaram ser fenômeno de proveniência extraterrestre. Porém, foi descoberto mais tarde que os sinais eram de fornos de micro-ondas da Terra que estavam sendo abertos nas cantinas dos observatórios.

Existiram outras detecções misteriosas no passado, com teorias que incluem queima de estrelas, fusão das anãs brancas, colisão de estrelas de nêutrons, e, a mais intrigante, sinais alienígenas. “Cada sinal incomum do espaço nos encoraja a nos perguntar se ele pode ser de uma civilização alienígena”, disse Nigel Watson, autor do “Manual de Investigações de OVNIs”. “Uma vez que este sinal parece tão indescritível e difícil de interpretar, então este deve ser um candidato para uma análise mais aprofundada. Seria fantástico se isso fosse um sinal alienígena, comprovando que não estamos sozinhos neste universo vasto. Isso teria um impacto dramático sobre a nossa percepção de nosso lugar dentro de todo este esquema”, acrescentou ele.

Porém, por enquanto, os sinais permanecem um mistério. Serão necessários mais estudos e observações para determinar verdadeiramente de onde eles vêm e suas causas. Até lá, nenhuma teoria, por mais distante que seja, pode ser descartada.

Fonte



. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails