24 de jun de 2016

A camada de gelo da Antártida pode estar escondendo o maior cânion do mundo

  • As geleiras da Antártida podem estar escondendo um grande segredo, literalmente.

Isso porque os cientistas encontraram indícios do que pode ser o maior sistema de cânions da Terra. Os sinais foram encontrados, através de estudos feitos com imagens de satélites, nas formações da superfície do lugar, em uma região conhecida como Princess Elizabeth Land (Terra da Princesa Elizabeth), na Antártida Oriental, uma das maiores superfícies inexploradas do planeta.

O sistema de cânions está enterrado sob o gelo, e foi descoberto por uma equipe de pesquisadores que utilizou um rádio ecobatímetro para isolar a cortina de neve e conseguir ver os indícios das rochas através do gelo. O que eles descobriram é uma monstruosidade: um sistema de cânions que aparenta ter mais de 970 quilômetros de comprimento e 800 metros de profundidade, isso apenas nos lugares que puderam ser verificados. As medições falharam em alguns lugares porque eram muito fundos para que o aparelho conseguisse alcançá-los.

“Ligado aos cânions, pode existir um grande lago subglacial que pode ser um dos últimos desse porte (com mais de 100km de comprimento), já descobertos na Antártida”, escreveram os pesquisadores em um artigo publicado pela revista Geology.


Por ser tão antigo, os geólogos acreditam que esse sistema de cânions pode ter sido esculpido pela água, no entanto, o que não ficou claro é se ele foi formado antes ou depois de ser enterrado pelo gelo. No entanto, a descoberta de um abismo gigantesco que supera o Grand Canyon, para eles, é de uma perspectiva tentadora, segundo o Professor Martin Siegert, do Instituto Grantham do Imperial College de Londres.

A análise completa da região está prevista para ser concluída até o final deste ano, possibilitando uma visão mais abrangente de como realmente é a paisagem da Antártida debaixo de todo aquele gelo. Além de ser fundamental para ajudar os cientistas a entender como o continente gelado pode reagir em um mundo mais quente.



Fonte


. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails