20 de jun de 2016

Confira 7 “fatos” absurdos contados pela Coreia do Norte

Que a Coreia do Norte é um país diferente de todos os outros, você já deve ter reparado. Isso porque é um dos países mais fechados do (e para o) mundo, física e virtualmente falando. O acesso à internet é limitado a uma rede doméstica fechada que só permite site norte-coreanos, a internet de verdade (a que você está acostumado a navegar) é exclusiva para o uso de funcionários do governo. Assim, o Estado é capaz de contar qualquer invenção para os coreanos que, sem poder comprovar a veracidade, acreditam.

Acontece constantemente. Isso porque a linhagem de líderes do país, que começou com Kim Il-Sung, passou por Kim Jong-Il e atualmente se encontra com Kim Jong-un, ajudou a propagar mentiras (e inventar algumas novas) que começam desde a fundação da República Popular Democrática “menos democrática do mundo”. 

Algumas das mentiras podem ser motivo de piada no Ocidente, no entanto, para os norte-coreanos elas não têm nenhuma graça, isso porque eles são vítimas de falsas propagandas contadas por uma ditadura belicista e autoritária. São “contos” um tanto quanto egoístas criados para ampliar a imagem de seus antigos líderes e o atual, Kim Jong-un.

Confira sete fatos absurdos que a Coreia do Norte conta para o mundo, mas ninguém acredita:


1 – Um dos líderes coreanos teve um nascimento sobrenatural

Está na bibliografia oficial dele, e nenhum norte-coreano é capaz de desmentir. O fato é que, segundo as “fontes oficiais”, Kim Jong-II, filho já falecido, e sucessor de Kim Il-sung, nasceu na montanha mais sagrada da Coreia, Mt. Baekdu, dentro de um acampamento militar secreto durante a ocupação japonesa da Coreia do Norte. Além disso, no momento exato de seu nascimento, uma nova estrela havia se formado e iluminava os céus. O nascimento dele foi tão “sobrenatural” que foi capaz de trocar as estações: o inverno havia se tornado primavera. No entanto, registros soviéticos revelam uma versão mais “comum” desse dia. Segundo eles, Kim nasceu em 1941, em uma aldeia siberiana de Vyatskoye, na Rússia.

2 – E também já foram reconhecidos internacionalmente como fashion

Em 2010, e de acordo com informações da imprensa norte-coreana, o estilo de Kim Jong-Il, causou alvoroço no mundo da moda. O look icônico, composto por uma calça cáqui e o casaco com zíper na frente, segundo eles, havia se tornado tendência em todo o mundo, fazendo com que os homens mais populares do mundo da moda adotassem o estilo. Essa informação, foi claramente uma homenagem de sua poderosa influência sobre o resto do mundo, mas é falsa. O mundo da moda respirou aliviado.

3 – Eles até inventaram o hambúrguer

Já que a influência americana é “impossível” no país, os norte-coreanos não tem ideia de que Kim Jon-Il fosse capaz de receber falsamente o crédito por essa “invenção”. Segundo o jornal Minju Joson, o ex-líder norte-coreano inventou o sanduíche e ainda o nomeou como “pão duplo com carne”, como uma forma de fornecer alimentos de “qualidade” para professores e estudantes universitários. Sendo assim, e de acordo com os norte-coreanos, Kim Jong-il é o verdadeiro pai do hambúrguer.

4 – Kim Jong-Il era tão especial que ele não precisava ir no banheiro

Pelo menos é o que diz em sua biografia, que afirma que ele não precisava usar o banheiro, porque ele era tão especial que não defecava ou urinava. Apesar de soar como uma grande piada, o fato é amplamente conhecido na Coréia do Norte, e foi criado para fazer com que Kim Jong-Il “se assemelhasse mais a Deus”. Aliás, além da magia do banheiro, o ex-líder também alegava ter poder controlar o tempo de acordo com o seu humor.

5 – Eles afirmam ser capazes de curar o nanismo

Em 1989, a Coreia do Norte realizou um evento conhecido como Festival Mundial da Juventude e Estudantes. Para a surpresa de todos, Kim Jong-Il havia informado que havia descoberto uma cura para o nanismo, e distribuiu panfletos para recrutar pessoas que quisessem receber o tratamento antes do evento. No entanto, a tal cura acabou por ser uma “dose de deportação”. Todas as pessoas que apareceram para se tratar foram presas e deportadas para ilhas desabitadas, para que assim, o gene fosse impedido de se propagar na população. Ironicamente, Kim Jong-Il possuía aproximadamente 1,62m de altura.

6 – A proibição da internet, é para proteger o Ocidente

Como vimos no início da matéria, a população norte-coreana não tem acesso à rede mundial de computadores, apenas os funcionários do governo. No entanto, o que para nós pode soar com uma proibição – para que o país possa continuar propagando suas mentiras e deixe a população “no escuro” sobre o que realmente acontece no mundo -, os norte-coreanos são levados a acreditar que a razão pela qual eles não usam a internet é porque o governo quer “proteger” a reputação do Ocidente. Sendo assim, eles não querem expor o povo da Coreia do Norte à sujeira e ódio que estão na internet, pois isso faria com que o povo tivesse uma visão crítica e muita injusta sobre o Ocidente.

7 – Eles inventaram a cura para a AIDS e para qualquer tipo de câncer

Essa é uma exclusividade de Kim Jong-un, que acredita que a Coreia do Norte criou uma droga capaz de curar a aids e o câncer. A notícia viralizou através da agência de notícias do país. Segundo eles, a suposta droga, que é injetável e conhecida como Kumdam-2, foi feita a partir de uma mistura de ginseng cultivado com fertilizantes, além de outros ingredientes que não foram disponibilizados no anúncio oficial. 

Fonte





. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails