20 de ago de 2016

“Homem das cavernas” moderno viveu dentro de uma gruta pelos últimos 40 anos

Pedro Luca, um argentino de 79 anos de idade, é que o podemos chamar de um homem das cavernas do século 21. Ele vive em uma gruta no alto das montanhas de Tucumán, uma província no noroeste da Argentina, há quatro décadas, segundo informações do Oddity Central.

Pedro contou que queria viver isolado no meio da natureza desde criança. Ele nasceu e cresceu em uma pequena cidade chamada San Pedro de Colalao, localizada a cerca de três horas a pé de sua casa atual. Saiu de lá aos 14 anos para ganhar a vida por meio do transporte de carvão. Quando retornou, decidiu seguir em frente com seu sonho de infância. Logo, montou um acampamento em uma das grutas da montanha, onde tem vivido desde então.

Ao lembrar de seu passado em meio à civilização, ele disse que o álcool e a violência podem arruinar um homem. “Eu prefiro o selvagem. Agora minha família são os animais”, disse ele em relação às 11 galinhas e duas cabras que compartilham a montanha com ele – que o fazem para se proteger de predadores que vivem na região.


Seu dia começa sempre às três da manhã, quando acorda, acende uma fogueira e começa a preparar sua primeira refeição completamente orgânica. Depois, ele pega sua espingarda e sai para caçar nas montanhas, ou embarca em uma caminhada de três horas até sua antiga cidade – onde é considerado uma lenda vida e inspiração. Após receber sua pensão de 100 dólares (R$ 322), Pedro compra suprimentos para si e seus animais, socializa um pouco com os moradores e turistas e logo se recolhe de volta para a montanha.

“Sempre que ele sai de sua caverna e vem para cá, as pessoas o recebem de braços abertos”, disse seu sobrinho, Juan Carlos. “Ele nunca incomodou ninguém, é um bom homem”.

Colocando em perspectiva, enquanto alguns de nós somos incapazes de sobreviver sem tecnologia, Pedro passa todos os seus dias sem serviços básicos, como eletricidade, gás, água encanada ou telefone. Seu único gadget é um rádio alimentado por baterias, que tem apenas finalidade decorativa, já que raramente consegue sinal nas montanhas.

Apesar de soar pouco óbvio, já que ele sempre quis viver em isolamento, sua gruta vive cheia de visitantes, de acordo com o sobrinho. Pessoas de todo o mundo viajam até Tucumán só para ver o lendário homem das cavernas moderno. Até as crianças de escolas locais organizam passeios para visitá-lo, levar presentes e suprimentos.

“Eu nunca me perguntei por que motivo escolhi viver aqui, não havia outras cavernas nas proximidades, mas eu gostei deste lugar”, disse Pedro em uma entrevista à Associated Press. “Às vezes, eu acho que teria gostado de viajar pelo mundo, visitar a Europa. Mas há muito mar no meio disso tudo, e você tem que ter tempo para atravessar esse mar”.



Fonte




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails