19 de ago de 2016

Pequena aldeia belga é invadida por milhares de caçadores de Pokémon

Lillo, uma pequena vila de apenas 35 habitantes permanentes, costuma ser um dos lugares mais tranquilos da Bélgica. Mas isso foi antes do fenômeno Pokémon Go. Recentemente as sete ruas que compõem a aldeia ficaram cheias de treinadores Pokémon procurando por muitas criaturas virtuais que podem ser encontrados ali. Por alguma razão, a Niantic, a subsidiária da Nintendo que criou o Pokémon Go, decidiu que a pitoresca aldeia de Lillo seria um ótimo lugar para esconder uma grande quantidade de Pokémons colecionáveis.

Não demorou muito para que os jogadores ávidos descobrissem os seus tesouros escondidos, e agora o local está repleto de pessoas perambulando pelas ruas com os olhos fixos em seus smartphones. O velho forte militar localizado perto do porto de Antuérpia tornou-se uma espécie de Meca para os jogadores belgas de Pokémon Go que viajam para lá aos milhares a cada dia.




O enorme afluxo de visitantes foi uma dádiva para os empresários locais acostumados a espantar moscas pela falta de clientes. Cafés bares e lojas que antes viviam desertos, agora vivem lotados todos os dias, independentemente do clima. Mas, apesar que moradores inicialmente tenham achado a invasão divertida, agora estão lutando para lidar com seus efeitos.

As ruas estão lotadas durante todo o dia e até tarde da noite, lugares para estacionar são uma visão rara, o silêncio que definia Lillo como um canto sossegado foi substituído pelo ruído constante e, por último mas não menos importante, há lixo em todos os lugares.





Fonte




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails