30 de jan de 2014

Casos da medicina bizarros

  • Cinco casos médicos absurdos vão deixar você de queixo caído


É impressionante como o corpo humano é cheio de mistérios, ainda que a Medicina já tenha avançado tanto. Confira a seguir algumas histórias completamente curiosas.

1 – Generosidade patológica

Depois de sobreviver a um acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente como “derrame”, um homem aqui do Brasil passou a se comportar de maneira completamente diferente de antes do ocorrido. 

De acordo com a esposa do paciente, ele passou a distribuir dinheiro a desconhecidos e a comprar doces para crianças que encontrava na rua.

De acordo com os médicos envolvidos no caso, o AVC deixou o homem com um incrível senso de generosidade e, se não fosse pela esposa, ele já teria problemas financeiros bem sérios. Outras avaliações foram feitas e não foram encontrados sintomas maníacos ou de demência.


2 – Necrose

Uma adolescente holandesa tentou resgatar um gato, acabou se dando mal e, o quer era para ser um arranhão feito pelo animal, se transformou em uma ferida preta e invasiva. 

Os médicos responsáveis pelo caso levaram semanas até descobrir que se tratava de um episódio raro. O gato que a garota tentava salvar estava muito doente e morreu no dia seguinte ao ocorrido.

A menina começou a ter dores em todo o braço, sendo que simultaneamente surgiram bolhas vermelhas em toda a região, atingindo até mesmo a axila. Ela chegou a tomar vários tipos diferentes de antibióticos, sem que houvesse efeito.

Somente com a ajuda de uma especialista em infectologia pediátrica é que o diagnóstico foi feito: a garota havia se contaminado com o vírus de varíola bovina. A presença do vírus no organismo humano não costuma se prolongar e o próprio organismo tende a eliminar os agentes virais do corpo, principalmente quando o sistema imunológico está bem.

3 – Síndrome de Charles Bonnet

Uma professora aposentada estava prestes a chamar um padre exorcista quando decidiu consultar um médico, afinal ela sofria de terríveis alucinações que a atormentavam diariamente. 

De acordo com os relatórios médicos, a mulher enxergava rostos alongados de pessoas com dentes enormes.

Ela não estava usando qualquer tipo de droga nem estava perdendo sua lucidez. Além disso, a paciente dizia saber que eram apenas alucinações, até porque, segundo ela, as imagens apenas apareciam, mas sem falar ou emitir qualquer tipo de som.

O que facilitou o diagnóstico foi o fato de a paciente já ter uma degeneração macular, que nada mais é do que a falta de visão no centro do campo visual. Essa condição facilitou o aparecimento da Síndrome de Charles Bonnet, capaz de fazer com que pessoas que já têm algum tipo de problema visual passem a ter alucinações e enxergarem figuras assustadoras de pessoas ou animais.

De acordo com Dr. Bharat Kumar, médico responsável pelo caso, quando o cérebro espera por uma entrada sensorial e nada acontece, ele passa a criar essa imagem que falta. Na maioria dos casos as alucinações cessam assim que o cérebro se acostuma com a diminuição de estímulos visuais.

4 – Efeito colateral

Um homem de 21 anos resolveu tatuar o pênis e acabou tendo sérios problemas por isso. A tatuagem era a letra “M”, inicial do sobrenome da namorada, e a frase “boa sorte com as suas jornadas”.

Acontece que a jornada do pênis do tatuado não foi a mais feliz de todas, afinal, como um efeito colateral bizarro da interferência, o cara ficou com o órgão sexual constantemente semiereto.

Ele permaneceu nessa situação constrangedora e dolorida por três meses antes de resolver ir ao hospital. Lá, os médicos drenaram o pênis do rapaz na tentativa de retirar o excesso de sangue, mas a abordagem não surtiu efeito. Meninos devem imaginar que esse tipo de procedimento não é o mais legal do mundo e, depois dessa tentativa, o paciente resolveu desistir de tentar acalmar a situação e passou a viver com a eterna semiereção.

5 – Pornografia que dói

Imagine você indo ao consultório médico para se queixar a respeito de uma dor de cabeça forte que aparece quando você está assistindo pornografia. Chato, né? Mas, isso aconteceu com um indiano muito azarado.

O cara disse que a dor começa logo no início do vídeo e que atinge seu pico depois de oito ou 10 minutos. Se você acha isso bizarro demais, saiba que dores de cabeça sexuais ocorrem em 1% da população mundial, mas principalmente quando elas estão fazendo sexo e quase nunca quando estão apenas assistindo a algum filminho.

O caso do indiano é extremante raro e os médicos acreditam que a dor tem a ver com a tensão muscular na região do pescoço, da nuca e da mandíbula. Há também a hipótese de que terminações nervosas e vasos sanguíneos da cabeça do paciente tenham se tornado mais sensíveis às respostas sexuais. Ainda assim, ninguém sabe o que de fato provoca as dores. Que mistério, hein!






. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails