17 de dez de 2015

Povoado americano recusa fazenda solar porque consome muita luz do sol

  • A história mais surreal dos últimos tempos

Hoje em dia a sustentabilidade é muito importante e ninguém recusaria uma fazenda solar, certo? Bem, em Woodland, Carolina do Norte, fizeram: recusaram a construção de uma fazenda de energia solar porque poderia consumir muita luz solar.

Woodland é um povoado muito pequeno, com pouco menos de 800 habitantes, que se opuseram ao projeto e segundo reporta a mídia local, realizaram uma reunião pública para discutir o tema. Um dos opositores foi Jane Mann, professora de ciências aposentada cuja preocupação é que uma fazenda solar afetaria à vegetação do lugar.

Jane indicou que em outros lugares as fazendas solares afetam a fotossíntese das plantas, que passam a receber menos luz solar. E já que Woodland se destaca por sua vegetação, aquilo poderia supor um problema. Jane agregou também que uma fazenda de energia solar pode produzir câncer às pessoas.

Outros residentes alegaram que suas propriedades perderiam valor por estarem próximas de uma fazenda solar e os únicos beneficiados seriam as companhias que constroem e gerenciam e as imobiliárias. Mas não a cidade.


Pese a que os impulsores do projeto tentaram explicar que a energia solar só proporciona benefícios, os moradores não deram o braço a torcer e finalmente a votação decidiu contra a nova instalação. Não só isso, ademais votaram por proibir as fazendas solares em Woodland doravante.

Os residentes também alegam que a cidade não seria totalmente beneficiada, já que a fazenda em construção está fora dos limites da cidade.


Fonte




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails