16 de dez de 2015

Milionário saudita foi inocentado após alegar que penetrou adolescente ao cair acidentalmente sobre ela

  • É tão absurda a história que nenhuma palavra que eu pense descreve isso

O tribunal de Southwark Crown, na Inglaterra, declarou inocente a Ehsan Abdulaziz, um milionário saudita de 46 anos de idade com mulher e filhos que trabalha como promotor imobiliário, da acusação de violação. Segundo a sentença, ele foi absolvido argumentando que caiu acidentalmente sobre sua vítima, de 18 anos, e a penetrou sem querer porque seu membro "fugia" para fora da cueca. Mas a versão da vítima foi outra: ela conta que acordou com o milionário forçando dentro dela.

Segundo a versão da jovem, que não teve seu nome revelado, tudo começou durante uma festa à que foi junto com uma de suas amigas -de 24 anos- na discoteca Cirque Le Soir. Durante aquela noite, ambas se encontraram com Ehsan.

Ele convidou as duas mulheres para acompanhá-lo em sua mesa e depois ofereceu-lhes uma carona para casa em seu Aston Martin. Ele, então, levou as duas mulheres a seu apartamento no luxuoso Maida Vale, no oeste de Londres, e ofereceu-lhes vodca. Depois de beberem, ele levou a mulher de 24 anos para seu quarto e manteve relações sexuais com ela enquanto a outra dormia no sofá da sala.


No entanto, e segundo a declaração da adolescente, ao acordar na manhã seguinte percebeu que Ehsan estava em cima dela. Nas palavras de seu advogado, Jonathan Davies, a jovem perguntou o que estava fazendo, e ele respondeu que sua amiga estava dormindo e que - "está tudo bem, meu bem!". A jovem desvencilhou-se dele então rapidamente e foi buscar sua amiga. Como não conseguiu acordá-la, decidiu ligar à polícia, que poucos minutos depois chegou ao local para prender o acusado.

A versão de Ehsan é totalmente diferente. Segundo explicou ante o tribunal, essa manhã ele foi ao sofá em que a garota estava dormindo para oferecer uma camiseta limpa e perguntar se queria que chamasse um táxi para que regressasse a sua casa. Ela, não obstante, teria se lançado em cima dele e colocado a mão em sua braguilha. O advogado do milionário afirmou que seu cliente resistiu, mas terminou caindo sobre ela.

- "Sou frágil, cai. Mas não aconteceu nada entre nós", assinalou. Ele disse que o DNA encontrado na vagina da jovem estava ali porque, coitado, aterrissou acidentalmente dentro dela porque seu órgão teria saído da cueca quando ela o provocou.

No mesmo sentido, disse que o sêmen encontrado em suas mãos era do encontro sexual da noite anterior com a garota de 24 anos, que foi totalmente consentido. Depois de escutar todas as provas apresentadas pelo milionário, e depois de passar 20 minutos deliberando em privado com o mesmo, o juiz Martin Griffiths decidiu declarar o homem inocente das acusações.

Durante o processo, o empresário assinalou que era a primeira vez em sua vida que levava a uma mulher a sua casa após uma noite bebendo porque sempre respeitou as mulheres e, ademais, asseverou que, até esse momento, nunca teve uma aventura durante seus 20 anos em Londres.



Fonte





. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails