25 de nov de 2016

Uma cidade quase fantasma

  • Essa cidade é tão misteriosas que pessoas têm medo de ir morar lá

Embora muitos acreditem que a capital de Myanmar (Birmânia) seja Yangon, inexplicavelmente, em 2005, autoridades locais transferiram esse título a Naypyidaw.

No entanto, e apesar dos milhões de dólares investidos em sua construção, as pessoas simplesmente se recusam a morar ali. De acordo com informações do jornal Daily Mail, números oficiais revelam uma população de 924 mil pessoas, que curiosamente nunca foram fotografadas do lado de fora de suas casas.

A cidade de Naypyidaw, que tem o potencial para ser do tamanho de 120 Manhattans ou seis Nova Yorks, com espaço para abrigar até um milhão de habitantes, hoje se encontra vazia e envolta em um grande segredo. Construída principalmente para funcionários do governo, os moradores só entram ali quando precisam de trabalho. As rodovias gigantescas da cidade têm até 20 pistas, e são largas o suficiente para a passagem das enormes SUVs dos políticos. Algumas pessoas relataram a existência de estradas ainda maiores, construídas para acomodar o desembarque de aeronaves militares.


Embora os registros indiquem um número maciço de pessoas, as ruas são vazias, com apenas alguns indivíduos avistados a pé ou em bicicletas durante o dia.  

A construção de Naypyidaw começou em 2002, quando sua localização foi definida no que antes era uma selva inabitada há mais de 2.000 anos. Alguns funcionários do governo acabaram se mudando para lá no início de 2005 – a maioria deles se separou da família, uma vez que a cidade não possui escolas ou outras comodidades.

Dividida entre várias zonas, ela mantém os ministérios longe da área militar e possui zona hoteleira, apesar da falta de turismo na região. Por outro lado, as áreas residenciais são cuidadosamente organizadas em 1.200 blocos de prédios de quatro andares, e os telhados dos edifícios são codificados por cores de acordo com o emprego dos moradores. No entanto, embora habitações tenham sido construídas, muitos ainda moram em favelas.



Sobre as atividades recreativas de Naypyidaw, há o parque Uppatasanti Pagoda, semelhante em tamanho e forma ao Pagode Shwedagon – localizado em Yangon – que inclui um complexo de jardins, uma fonte de água e um espaço que hospeda um show de luzes e música todas as noites – mesmo que não haja muitas pessoas para aproveitá-lo.

De acordo com relatos, estrangeiros e investidores não estão dispostos a visitar ou comprar nada ali, especialmente porque agentes de viagem informam que a cidade pode ser “perigosa”. No entanto, os trabalhadores que comutam diariamente de Yangon até a nova capital, aparentemente não ficam assustados pelo misterioso vazio. E, mesmo com o governo reservando até cinco acres de terra para embaixadas estrangeiras e sede da ONU, somente a de Bangladesh se mudou para Naypyidaw até agora.




Fonte




. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails