1 de dez de 2016

Pastor sul-africano cura fieis com HIV e câncer pulverizando inseticida em seus rostos

O pastor Lethebo Rabalago da Assembleia Geral do Monte Zion, em Limpopo, na África do Sul, foi recentemente acusado de pôr em perigo a vida dos seus fiéis ao pulverizá-los com repelente de insetos, como um método de cura. Esta prática bizarra primeiro fez manchetes na África do Sul depois que fotos, mostrando Lethebo aspergindo inseticida no rosto de vários seguidores, foram publicadas na conta do Facebook da tal igreja.

- "O Profeta pediu que os doentes viessem para a frente. Dona Mitala foi e disse ao Profeta que ela sofre de úlcera. O Profeta pulverizou Doom em seu rosto e ela agradeceu sua cura e libertação. Vamos dar glória a Deus, gente!", dizia a legenda de uma das fotos.

Doom é uma marca popular de repelente de insetos com efeitos adversos graves se for inalado -vômitos, convulsões ou perda de consciência- ou se entrar em contato com os olhos, mas o pastor Lethebo não parece muito preocupado com isso. Em uma entrevista recente, o polêmico "homem santo" admitiu pulverizar seus doentes com inseticida como uma forma de curá-los, acrescentando que até agora nenhum deles relatou quaisquer efeitos colaterais após o ritual.




Mas a parte realmente interessante é que aspergir inseticida nas pessoas é apenas parte do método de limpeza. Lethebo afirma ter o poder de controlar os demônios, que, primeiro, ele manda entrar no corpo do doente. Ele então ordena que os demônios absorvam os problemas de saúde de seus crentes (seja câncer, HIV ou praticamente qualquer outra condição), antes de usar o repelente para expulsar o demônio, deixando a pessoa em perfeito estado de saúde (perdeu Valdemiro!). Para seu crédito, Lethebo disse que não é ele quem realmente executa esses feitos, senão Deus.

Durante a entrevista, o pastor sul-africano disse que não é o inseticida que provoca a cura, mas um poder divino, acrescentando que ele poderia usar qualquer coisa de água até óleo com o mesmo efeito. Quando então questionado de por que não usa apenas água ou óleo em vez de produtos químicos perigosos, Lethebo disse que foi Deus quem indicou o uso do Doom.


Sobre a indignação expressa pelo público em geral e outras figuras religiosas sobre sua prática de cura não convencional, Lethebo disse que eles não estão em seu nível, são ignorantes e simplesmente não conhecem todo o poder de Deus. A Tiger Brands, empresa produtora do inseticida, qualificou tais práticas de "simplesmente alarmantes e sumamente preocupantes".

Curiosamente, esta não é a primeira vez que o "santo" trabalho do Pastor Lethebo Rabalago ganha as manchetes. Em agosto, uma jovem morreu depois que ele pediu que ela se deitasse e colocou uma caixa de som gigante sobre seu corpo antes de subir em cima dela.

Ele estava tentando mostrar à congregação que se Jesus conseguiu andar sobre a água, ele também poderia realizar milagres incríveis. Depois de remover a caixa e pedir à mulher para levantar-se foi que ele percebeu que a mulher havia desmaiado. Mais tarde morreu devido a sangramento interno.

De forma inexplicável esse obtuso não está preso e continua pregando após o incidente. Sendo assim, imagino que essa controvérsia da pulverização de inseticidas não o afetará. Tenho a sensação de que iremos ouvir falar mais sobre esse cara em breve.





. . .

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails